Depressão

Ansiedade & Cia?

Ganhe acesso imediato a este E-book gratuito pra sair dessa sofrência:

Em Breve: Depressão - Como se curar

Uma surra de jacas te ensina

Ciência pura lindeza!

Seta

Quer acabar com recaídas da depressão e ansiedade? Dá-lhe eu observador! (parte 3)

Quer acabar com recaídas da depressão e ansiedade? Dá-lhe eu observador!

Se você ainda não viu, veja a parte 2 desta série “Quer acabar com recaídas da depressão e ansiedade? Dá-lhe eu-observador (parte 2)”

Uma série de 5 posts pra te ensinar a chave mestra da cura da depressão, ansiedade e outros transtornos da cachola.

E qual é essa chave?

A Meditação

Mas não apenas a execução da técnica de meditação, e sim a qualidade de focar no seu eu-observador.

Um conhecimento milenar que tem sido aplicado com sucesso em pacientes que se tornaram impacientes diante de médicos convencionais profetas.

Aqueles, que te condenam a não se curar da depressão e de outros transtornos da cachola, profetizando que eles são para todo o sempre…

Não, se você ganhar esse conhecimento “fora da caixa” que trabalhamos duro pra te passar! Assim você toma as rédeas da sua saúde! 

E não é feito mais de bobo por profissionais do mainstream, que focam na doença e não no seu potencial de saúde.

E vou fazer a papagaia e repetir algo MEGA IMPORTANTE: não basta apenas a meditação com foco no eu-observador pra você se curar.

Por isso criei o Método Super Di, um passo a passo simples pra você trilhar seu caminho da cura*, sem ficar perdidão.

Agora, bora pra mais um ensinamento daquele mestre biruta que eu amo!

OSHO e o Eu-observador

Mais um trecho dos ensinamentos de OSHO

A palavra inglesa pecado origina-se nas raízes que significa esquecimento, desatenção, inobservância, fazendo coisas mecanicamente – e toda nossa vida é quase mecânica.

Nós vamos fazendo coisas da manhã à noite, da noite a manhã, como robôs.

Um homem que deseja entrar no mundo da indiferença mental precisa aprender somente uma coisa – um simples passo e a jornada está concluída.

Este passo simples é fazer tudo atentamente.

Você move sua mão atentamente; você abre seus olhos atentamente; você caminha, você dá seus passos alerta, cônscio; você come, você bebe, mas nunca permite a mecanicidade se apossar de você. 

Esta é a única alquimia secreta da transformação.

vença a depressãoUm homem que pode fazer tudo plenamente consciente torna-se um fenômeno luminoso. Ele é todo luz e toda sua vida é cheia de fragrância e de flores.

O homem mecânico vive em buracos negros, buracos sujos. Ele não conhece o mundo da luz; ele é como o cego.

O homem de vigilância é realmente o homem que tem olhos.

Ta Hui bem lentamente está penetrando nos mais profundos segredos da transformação interior.

Ele diz: “Embora você não saiba plenamente se os professores das várias localidades estão certos ou errados, se sua própria base é sólida e genuína, os venenos das doutrinas erradas não serão capazes de prejudicar você…” 

Ele diz que É INÚTIL PENSAR quem está certo ou quem está errado.

Existem milhares de doutrinas, centenas de filosofias e se você continuar buscando a verdade nestas palavras, você ficará perdido numa selva onde você não pode encontrar o caminho.

Tudo que você sabe é alcançar uma base sólida dentro de você.

Manter a mente calma, e também esquecer as preocupações.

Se você sempre esquece as preocupações e mantém a mente calma, sem despedaçar a mente do nascimento e morte, então as enganadoras influências de forma, sensação, percepção, volição, e consciência acharão seu caminho e você estará inevitavelmente dividindo o vazio em dois.

Relaxe e torne-se vasto e expansivo… 

Não é uma questão de autocontrole separado da existência; é uma questão de relaxar e tornar-se vasto – tão vasto quanto a própria existência.

E na observação você se torna infinito: esta é a única coisa dentro de você que não tem limites.

Tweet: Se meditar fosse não fazer nada, 
Seu Madruga seria iluminado! 
@anamariasaad http://bit.ly/29ndX4s

Quer acabar com recaídas da depressão e ansiedade? Dá-lhe eu observador! (parte 3)Apenas dê uma olhada em sua atenção, testemunhando. É ilimitada. Nenhum começo, nenhum fim… é sem forma.

Esta calma absoluta da mente é exatamente não-mente ou indiferença mental.

Não é um controle, não é uma disciplina; não é que você esteja colocando toda sua pressão sobre sua mente e mantendo-a silenciosa.

Não, ela simplesmente não está aí. A casa está vazia. Não há ninguém para controlar e não há ninguém para ser controlado.

Todas as preocupações para controlar desapareceram em uma simples observação. Esta observação é expansiva.

Uma vez que você provou um pouco dela, ela continua se expandindo até os limites do universo.

Quando velhos hábitos subitamente surgirem, não use sua mente para reprimi-los. Nessa hora, é como um floco de neve sobre uma fornalha aquecida.

Ele está lhe lembrando que até mesmo quando você está se movendo no caminho da vigilância, às vezes, velhos hábitos podem ressurgir.

Mas não se preocupe; eles são como um floco de neve sobre uma fornalha aquecida, eles irão desaparecer à sua própria maneira.

Você simplesmente observa. Não se deixe envolver, não se perturbe, não fique preocupado.

Ás vezes surgirá raiva, às vezes surgirá um desejo, às vezes haverá ambição, mas eles não podem perturbar sua vigilância.

Eles virão e passarão sem deixar rastros em seu espelho puro.

Quer acabar com recaídas da depressão e ansiedade? Dá-lhe eu observador! (parte 3)Mas você tem apenas que lembrar uma coisa: não comece a lutar com eles, despedaçando-os, destruindo-os, lançando-os fora.

Isso acontece muito naturalmente com a mente que; se alguma coisa errada está acontecendo, pule sobre isso e destrua-o.

Essa é a única coisa que você deve ficar atento, porque isso é o que não permite ao homem ir além da mente.

Velhos hábitos virão – e velhos hábitos são muito antigos, muitas e muitas vidas antigos. Sua vigilância é muito fresca e muito recente; sua mecanicidade é antiga, assim é muito natural que isso reapareça.

Alguém lhe insulta – você não tem que ficar zangado, mas subitamente você percebe a raiva surgindo. Isso não é um esforço, é apenas um velho hábito, uma velha reação.

Não lute com isso, não tente sorrir e escondê-la. Apenas observe-a, e isso virá e passará… 

Como um floco de neve sobre uma fornalha aquecida. Para aqueles com uma visão penetrante e uma mão familiar, um salto e eles saltam livres.

Somente então eles compreendem o dito preguiçoso de Jung: “quando usar a mente, sem nenhuma atividade mental”. 

Se um homem aprendeu a arte da observação, ele também pode usar sua mente e ainda não ter nenhuma atividade mental.

…………Existe um método simples para parar essa peregrinação, que é começar a observar sua mente, seu corpo, suas ações. meditação pra depressão

O que quer que você esteja fazendo ou não fazendo, você tem que estar alerta de uma coisa – que você está observando.

Não perca o observador – então não importa se você é um Cristão ou um Hindu ou um Jainista ou um Budista.

O observador não é ninguém. É somente consciência pura.

E somente esta consciência pura pode trazer uma nova humanidade, um novo mundo, onde as pessoas não irão discriminar uma contra a outra por razões estúpidas.

Nações, raças, religiões, doutrinas, ideologias – são coisas somente para crianças brincarem com elas, não para pessoas maduras. Para pessoas amadurecidas há somente uma coisa na existência; e isso é vigilância.

……….Se você voltar para mim atento, ficarei imensamente alegre.

Não importa quantas pessoas você abordou; não importa para quantas pessoas você falou. O que importa é se você finalmente chegou em casa, se você mesmo encontrou as bases sólidas do testemunhar.

Então tudo mais é insignificante.

Esta é a única meditação que existe; todas as outras meditações são variações do mesmo fenômeno.

(The Great Zen Master Ta Hui, Chapter 28 – OSHO)

 ——————————————————————-

Com esse conhecimento todo, ninguém mais te faz de bobo não!

E você toma as rédeas da sua vida pra guiá-la pra onde você bem entende. Yes you can, my love 🙂

Então vamos pra parte 4 desta série de posts

Força nessa peruca
bjoka
com amorrrr
Ana Maria Saad
Fotos: pessoais e zoeiras

*AVISO MEGA IMPORTANTE: lindeza, não queremos insultar sua inteligência, mas somos obrigados a deixar claro que não prometemos que você vai se curar – os resultados variam de indivíduo pra indivíduo. A gente te mostra os caminhos, mas trilhar o caminho da sua cura dependerá só de você!

Bora saber mais pra acabar com recaídas da depressão e ansiedade? Veja a parte 4 desta série de posts.

5 respostas para “Quer acabar com recaídas da depressão e ansiedade? Dá-lhe eu observador! (parte 3)”

  1. gisele disse:

    acabei de achar esse blog!!! que bom ter um lugar onde podemos ler sobre um assunto tão presente em nosso mundo, mas tbm tão negligenciado. é uma luta diária continuar vivendo, sempre tive uma autoestima baixa, e infelizmente, a forma como nos relacionamos so potencializa isso. é uma eterna competição que fica dificil encontrar parceiros de caminhada…

  2. FABIO DE BARROS disse:

    oi ana , estou atento aos meus pensamentos, mas verifiquei que qdo minha mente não está no futuro ou no passado fico na fantasia.
    Ou seja converso com pessoas na minha cabeça através de pensamentos ,fico fantasiando conversas, dialogando frases assuntos, etc…. isso seria os dialogos internos? Com as minhas práticas yoga, meditacão, exercícios de bioenergetica etc.. consigo observar com mais atenção.

    • Sim Fabio, esses são os famosos diálogos internos. Nossa mente é um macaco louco, picado por mil escorpiões,com o rabo pegando fogo. Isso os sábios descreviam há milhares de anos atrás.. então a saída é observar, estar atento. Percebeu que viajou, volta! E vai fazendo isso, é assim mesmo! Com o tempo vamos nos tornando cada vez mais atentos ao presente… e no presente não há ansiedade.

      Vc tá no caminho, isso mesmo, essas práticas são excelentes pra isso! sempre foque no corpo, se a mente agitou muito, mexe o corpo! Conhece a técnica do aterramento ou grounding da bioenergética? Faça todo dia!
      Obrigada por comentar aqui focando na saúde!
      Bjoks =)

      • Sandra Margareth Sylvestre disse:

        Oi Ana, estou em recaída com muita tendência ao suicídio por não saber mais pra onde correr, sou de origem humilde, minha família evangélica acredita q depressão e coisa do diabo e q eu sou viciada em drogas q são os medicamentos. Concordo q minha mente e uma confusão pois com depressão severa e descobri q aqueles q eu acreditava serem meus amigos não querem ouvir eu lamentar essa dor. Alias já ouvi ate psiquiatra dizendo q eu tenho q reagir , mas ate meu único filho perdeu a paciência e se desligou de mim e quem me deu a mão no inicio cansou e eu me sinto concretada no mesmo lugar sem futuro. Óbvio q teve abusos, perdas, tragédias, todo tipo de desgaste ate q eu explodi. Queria voltar a ser normal, mas perdi a esperança. Não sei se posso citar a medicação q uso aqui, também sou ansiosa e tenho medo de comer apesar de ter 54 anos sinto q se engordar não terei ninguém pra carregar meu caixão. Sou professora, mas estou afastada e não me sinto capaz ou vontade de fazer nada. Pra piorar meu convénio não tem bons psicólogos, tenho fobia social e não quero frequentar o hospital dia. Mas, já fiquei internada 14 vezes por crises agudas, hj não.quero mais passar por aquelas situações q são apenas de emergência. Queria muito te pedir pra abrir um espaço onde na hora da crise a gente pudesse encontrar alguém online, eu pela idade não entendo muito dessas coisas e tudo q procurei se trata de datas antigas. Desculpe erros de digitação não estou bem mesmo, nem banho tomei ainda, e só escrevi porque estou chutando o pau da barraca, nunca divulgo meu e-mail com medo, vergonha, sei la! Grata! Por favor no divulgue meu e-mail

Pegue esse ebook gratuito hoje:

Tablet e smartphone
7 Causas para você ter adoecido
  • A ciência que embesa sua cura
  • Como acabar com as racaidas
  • Remédio não é para a vida toda (ufa)!