Quero Morrer | Suicídio é uma saída?

Você tá pensando em se matar?

Eu não só pensei, como tentei! Assim como você, eu não me aguentava mais. Era muito mal estar, era muito sofrimento e nada parecia me ajudar.

Compartilhe esta página

suicidio suicida sobreviventeEu me sentia muito só, mesmo com pessoas, você sabe como é, né! Ninguém entende a gente, só julgamentos e mais julgamentos…

Então assim como você, eu pensava muito em morrer. Achava até que minha morte facilitaria a vida da minha família.

Mas suicídio… Não queria que ninguém soubesse que eu havia me matado.

Até que num belo sábado de sol, passei o dia na piscina tomando cerveja com uma amiga, jogando conversa fora e fingindo que estava tudo bem: era uma jovem de 18 anos “saudável”.

Como as aparências enganam!

Tem uma postagem que fiz pra você e explico bem esses mitos e verdades sobre o suicídio, e se essa ideia ronda a sua cabeça, você precisa ler isso depois.  É só clicar na frase abaixo:

Suicídio: um teste que vai te surpreender!

Mas voltando: quando minha amiga foi embora, eu entrei no meu apartamento e todo aquele desespero tomou conta de mim.

Gostou?

Inscreva-se e receba dicas grátis sobre Saúde da Mente e Disciplina!

Cheguei no meu limite e enfiei goela abaixo uns 40 comprimidos, dezenas deles eram tarja preta.

suicidio suicida sobreviventeDeitei e esperei.

Não via a hora de ir pro Vale dos Suicidas, como os espíritas pregavam, porque qualquer inferno era melhor do que estar viva.

Passado um tempo, o que eu vi foi a privada.

Tive um acesso de vômito, corri pro banheiro, passei muito mal!

E depois não me lembro de muita coisa. É que eu ainda não sabia o que escrevi nesse outro post pra você, leia depois é só clicar na frase abaixo:

Como se matar de modo rápido: o suicídio perfeito

Quando acordei, estava deitada no chão do banheiro vomitado.

Como eu comia muito pouco devido à inapetência, o vômito era líquido e salpicado de dezenas dos comprimidos que eu havia tomado.

Não me lembro direito o que aconteceu nos dias seguintes, só sei que continuei fingindo que estava tudo bem.

Escondi de mim mesma esse episódio, apenas contei para a psiquiatra que disse: Você está tentando, uma hora você vai conseguir. Você quer mesmo morrer?”.

E eu entendi que buscava a morte não porque eu queria morrer, mas porque queria uma saída pra tanto sofrimento e solidão.

Só que aprendi com pessoas sábias que “o suicídio é uma saída definitiva para um problema temporário.“

E em meio a muitos pensamentos, planejamentos suicidas e mantras “quero morrer”, busquei meu caminho de superação e te conto na postagem abaixo algo que vai te ajudar demais:

Como me tornei uma suicida sobrevivente sem vergonha

Fotos: Filme SS de Beaute - A Beleza da Autosuperação

Compartilhe esta página

Gostou?

Inscreva-se e receba dicas grátis sobre Saúde da Mente e Disciplina!