Depressão

Ansiedade & Cia?

Ganhe acesso imediato a este E-book gratuito pra sair dessa sofrência:

Em Breve: Depressão - Como se curar

Uma surra de jacas te ensina

Ciência pura lindeza!

Seta

25 Sintomas de Depressão que você não conhece e o que fazer com eles

depressão sintomas

 

Quando falo dos 25 sintomas de depressão, me refiro ao transtorno mental, tá!

E não ao modismo de dizer que “tá deprê” como se isso significasse “tô pra baixo” por motivos que vão desde lascar a unha, até a constatação de que sua faxineira te deixou na mão depois de um feriado cujo saldo foi uma pilha de louça chegando até Marte.

Aqui me refiro a doença incapacitante depressão, o pornô do século XXI, de tão envolta em tabus e preconceitos, que muita gente associa erroneamente a tristeza.

Depressão não é tristeza people! Depressão é principalmente falta de tesão na vida. 

Há vários sintomas de depressão, a tristeza pode ser um deles, mas muitas vezes eles não indicam que há um transtorno instalado!

Como assim?

A depressão só é diagnosticada quando os sintomas persistem por mais de duas semanas e quando eles estão atrapalhando sua vida.

E a Depressão pode afetar pessoas de todas idades, sexo, cor e classe social. Ela é super democrática!

depressao ansiedade

Sintomas de Depressão

Conheço muitas pessoas que vivem há anos com vários dos sintomas de depressão abaixo, e mesmo assim não se tocam de que precisam de ajuda médica e terapêutica.

Às vezes, por vergonha de admitir que estão sofrendo de um transtorno da cachola ou talvez por desconhecimento mesmo.

Então bora conhecer esses 25 sintomas da depressão:

1- Insatisfação em viver

2- Muito sono ou insônia

3- Perda ou excesso de apetite

4- Falta de concentração

5- Lentidão ou agitação intensa

et depressao

6- Sintomas de doenças físicas que não melhoram com tratamento

7- Dores no corpo “sem motivos”

8- Perda de interesse e prazer pelas coisas

9- Vontade de se isolar

10- Dificuldade em realizar tarefas simples (como escovar os dentes)

11- Indiferença às situações

12- Fixação em detalhes negativos

13- Ansiedade constante

Inscreva-se e receba dicas grátis sobre Saúde da Mente e Disciplina!

Gostou?

14- Uso de álcool e drogas para se sentir melhor e/ou se anestesiar

15- Sensação de insegurança

16- Sensação de incapacidade

17- Sentimento de inferioridade e baixa autoestima

18- Tristeza constante ou irritabilidade persistente

19- Pensamento em morte ou até mesmo suicídio

20- Crises de choro sem motivo aparente

21- Falta de esperança

suicidio

22- Sentimento de vazio

23- Redução do interesse sexual

24- Sentir que o mal-estar não vai passar nunca

25- Pensar que isto tudo é fraqueza de caráter, o que gera culpa por não ter força de vontade para consertar esta “falha de caráter”.

Tipos de Depressão

Há alguns tipos de depressão como a endógena, atípica e a depressão maior ou psicótica.

Nesta última ocorrem sintomas psicóticos, parecidos com os da esquizofrenia, quando há rompimento com a realidade, tipo os delírios (“viagens na maionese” que a pessoa acredita serem verdadeiras) e/ou as alucinações (a pessoa percebe objetos que não existem).

A diferença para a esquizofrenia é que os delírios e alucinações são primários e aqui no caso eles são secundários à depressão.

"Só aquilo que somos realmente tem o poder de curar-nos" Jung
 jennifer lawrence o lado bom da vida

Intensidade da Depressão – classificação em 3 níveis:

1) Leve: Neste nível os sintomas não interferem tanto no dia a dia, mas é preciso um esforço maior pra fazer as coisas e uma dose de sacrifício é necessária pra encarar o cotidiano. É possível trabalhar e realizar outras atividades como o lazer, mas sem satisfação e o prazer que se sentia antes.

2) Moderada: Neste nível já há um comprometimento maior das atividades diárias. É necessário doses duplas de sacrifício pra encarar o cotidiano, já que é necessário empregar uma força gigantesca pra desempenhar as atividades, mesmo aquelas que antes eram prazerosas. Há uma dificuldade em manter-se bem e já não há satisfação em situações que anteriormente eram agradáveis.

3) Grave: Este nível é bastante limitador para a pessoa deprimida. Muitas abandonam completamente as atividades que realizavam. Outras só as realizam com muito sacrifício. Algumas chegam a se fechar no quarto em um estado em que, mesmo estando com a consciência desperta, não reagem a perguntas, nem a estímulos externos, permanecendo imóveis, numa só posição. Muitas vezes deixam de tomar banho e até fazem cocô e xixi no próprio quarto.

E aí fica a pergunta: e agora? O que fazer com esses sintomas?

Pega este ebook gratuito que vai te ajudar! Corre porque ele fica disponível por tempo limitado 

Você vai conhecer preciosidades pra mudar sua vida!

Eu me curei, e meu caso era bem grave! Você também pode!!!

E lembre que bost#@s acontecem na vida, faz parte e você não tem controle sobre isso. Mas você pode controlar o modo de encarar essa merd#@ toda. Eu te convido a usá-la como adubo para seu crescimento interno, topa o desafio?

Fonte: conteúdo baseado no DSM (Manual Diagnostico e Estatístico dos Transtornos Mentais)
Gifs: feitos por amigos
Foto: Still Filme VIDA - produção Pensamentos Filmados

Bjoka e Força na Peruca!
Com  Amor,
Ana Maria Saad 🙂

ET coração

51 respostas para “25 Sintomas de Depressão que você não conhece e o que fazer com eles”

  1. juliane reis disse:

    ola meu nome é Juliane e estou passando por isso em casa; por falta de dinheiro por falta de emprego, humilhação de parentes enfim entre outras coisas… meu marido ta com sintoma de depressão ele nunca ficou sem trabalhar e agora depende de mim e isso ta atrapalhando meu casamento porque ele é machista nessa parte coisas pra pagar cartão de credito prestação todo mundo. Esse dia fiquei ate sem as coisas de comer em casa pra pagar oque eu devo pras pessoas mas pro meu filho eu dou um jeito sempre de deixar algo pra semana dele ,ele estuda e come na escola mas não pode ficar sem comer em casa…. meu marido pensa em ate me deixar por causa que estamos passando por essas coisas ta com vontade de sumir ir pra outro lugar trabalhar mas só deixando eu e nosso filho de 6 anos mas falo pra ele que des do começo que estou com ele a 8 anos e 6 meses junto passei tudo de bom e ruim com ele e agora ele quer se levantar sozinho e me deixar pra traz e eu não acho justo mas depois ele pensa e se acalma. Ele as vezes dorme até fora de casa na praia na praça na rua;(já viram ele e me disseram mesmo que ele estava na praça dormindo)onde moro em itanhaem pra refletir sobre as coisa que estamos passando pra dar jeito na situação.Meu sogro e minha sogra e meus cunhados sempre poê ele pra baixo falando tavendo a sua situação agora vc não terminou os estudos… só com segue serviço de pião…mas nem isso ta aparecendo e ele não foi batizado quando era pequeno só os dois irmãos dele.O irmão mais velho tem mecânica(casa de moto ), carro, moto, e o outro financeira de consignados ,Minha mãe e meu pai não aceitaram ele no começo e agora dão pontos pra ele ;porque viram que ele é um bom rapaz mas eles não tem muita condição financeira pra ajudar a gente mal tem pra eles dois mas meu sogro e minha sogra tem mas não ajuda só se agente pedir se humilhar sabe que a gente ta passando isso em casa mas não faz nada porque vive criticando meu marido .E eu não sei mas oque faço com tudo isso tá me atormentando ele me ama e eu a ele muito não sei mais como agir com ele me ajude por favor .obrigada to desesperada .

  2. hina disse:

    oii ana bom a minha família sempre foi problemática e quando eu nasci uma prima minha começou a me odiar não sei por que com o passar do tempo eu fui crescendo e as coisas foram aumentando e a minha família também parece não gostar de mim e na minha família tem algumas pessoas que tem problemas mentais e vivem brigando ai isso as vezes acaba mexendo comigo quando nasci o meu tio também me odiava, as vezes acho que todos me odeiam ate os meus amigos, por eu ser um pouco acima do peso ficou tudo pior e parece que todos me odeiam e eu quero me matar oq eu faço

  3. André Luiz disse:

    Bom dia!
    Ana, estou com pensamentos ligado ao meu passado, não consigo tirar isso da cabeça quanto estou em crise, é um tipo de Autoreprovação do passado que tanto sofri, o que faço para mudar esses pesamentos ruins. Me ajude!

  4. Thaís disse:

    Oi ana,tenho mtos desses sintomas sim,já tem um tempinho q passo por alguns psicólogos, hj me encontro em terapia com uma ótima terapeuta,inclusive ela q me indicou seu site hj,pois estou em crise por causa de um término de relacionamento q tá difícil de superar!ao longo desse tempo com psicólogos já ganhei um grande autoconhecimento, entendi toda minha história de vida,minha criação e sei pq me encontro do jeito q estou,uso florais pra controlar alguns sintomas,não procurei psiquiatra pois me conheço e não quero ter remédios controlados na minha mão pois tenho grande propensão num momento de crise tomar em superdosagem!estou passando por aquele momento de vazio q nada tem graça,nada tem sentido tudo é vazio!queria t fazer uma pergunta:mesmo com florais,com terapia e sabendo de toda minha história e tendo consciência que estou deprimida,como faço pra mudar minha realidade,pois nada disso muda meu dia a dia,todo dia acordo e me deparo com a realidade q vivo,sozinha,com todos meus sonhos e planos frustrados!?????

    • Amada,

      nesse guia explico como mudar isso: http://www.anamariasaad.com.br/inscreva baixe e leia

      mas basicamente: o processo de sentir bem na propria pele precisa de combinar tratamentos que incluam seu corpo porque a mente mente muito e nao consegue transformar o que vc sente. vc entendeu com a cabeça toda a sua historia, mas e daí? o mal estar continua…

      nesse guia explico o que mais é necessario.

      leia bela e depois conversamos, pode ser?

  5. João Henrique disse:

    Oi, meu nome é joão henrique.
    Ana,vou te dizer algumas coisas agora,e tbm, o pq acho que e fui vir a sentir essas coisas, e te pesso que se puder, pelomenos me de algum conselho, alguma direção ☺
    Bom, vou falar por partes, desde pequeninho, eu sempre fui um garoto de chamar a atençao, um garoto que sempre se destacava, sempre gostei de ser o maioral, e de ter a atençao de todos,e por incrivel que pareça, eu conseguia . foi passando o tempo, e eu sempre cheio de amigos, dai chegou 2015, quando fiz 15 anos, em janeiro,eu tive que me mudar, do lugar de onde mais gostava de ficar, pois tinha todos os meus amigos, onde me sentia uma pessoa de valor e confiante! Me mudei para um lugar aonde n conhecia ninguem, e n fiz amizade, mais ate ai ainda esta tudo bem, dai foi passando o tempo,eu arranjei uma namorada, antes das aulas, onde eu ja me sentia sozinho e carente, por n ter meus amigos, só que essa minha namorada, era muuuuito problematica, tinha ate problema de nervos, e eu msm assim acabei gostando muito delaa ! dai no decorrer desse ano, essa garota me fez passar por coisas orriveis, que eu nunca tinha passado, me sufocou, me extressou, e acabou completamente com o meu piscologico, dai começou minhas aulas, só que alem de eu ter me mudado, mudei de escolas tbm, e eu sempre fui uma pessoa que tinha facilidade em me inturmar, em fazer muitos amigos, por ser alegre, simpatico, e extrovertido. Só que infelizmente neste ano, foi tudo diferente, eu fui para escola nova, e n consegui fazer amizades, pois estava sempre extressado com as coisas da garota, aquilo tomou conta de mim, tomou conta da minha mente, eu n consegui mais estudar, na escola, eu era um insignificante, mais n pq n gostavam de mim, mais pq eu fazia deles, indiferentes tbm, só vivia no meu mundinho, entao tudo foi diferente pra mim, me mudei, mudei de escola, perdi meus amigos, tive minha primeira namorada, muito problematica, n consegui ter meus amigos, me inturmar, como de costume, pq minha mente estava perturbada, e eu n conseguia ver, enfim, e enquanto eu passava por tudo isso, via minha mae ficar triste tbm, meus familiares, por me verem completamente diferente, e isso tudo foi gerando sentimentos em mim, pq eu n entendia nada, agora eu entendo, eu achava que tinha mudado, por isso n conseguia ter amigos, achava muitas coisas, sentia inveja das pessoas que tinham muitos amigos, coisa que nunca tinha sentido, e muuuito mais, enfim, se eu for falar tudo, vc ja sabe, foi um ano inteiro assim, e com tudo isso, tive entradas de depressao, tomei paroxetina, me sentia muito desanimado,triste, n conseguia aproveitar nada, me sentia sozinho, e assim eu fui criando sentimentos dentro de mim, e dai eu parei no tempo, parei de viver, pois ia dormir, e acordava pensando nessas coisas, no pq disso, no pq daquilo, oq eu podia fazer pra me ajudar, pra melhorar, mais nunca consegui nada, eu pensava no que eu tinha, e o que eu tinha que fazer pra vencer, e escrevia, pra poder parar de pensar, aproveitar o dia, tentar ficar tranquilo, e se esquecer, ter o papel pra ler, mais tbm n funcionava, pq as coisas que eu tinha, n saiam da cabeça, meus pais disiao que eu tinha que me ajudar, msm estando desanimado, fazer as coisas, pra tentar melhorar, mais nunca é igual, do que sempre era antes de eu passar por tudo isso, eu n consigo , e sentimento de insegurança, de achar que falo besteira, de carencia, n me deixa vencer, e isso n me deixa me concentrar tbm, minha mente fica perturbada, hoje por causa de tudo que passei , me isolei, perdi todos os meus amigos, pq deixei eles de lado, tenho desanimo , muito desanimo, n consigo ser alegre, simpatico, n tenho confiança em mim msm, e dai acabo me fechando, ficando na minha, por nunca conseguir acordar e pensar igual pensava “poxa, estou feliz, que dia lindo”
    Eu achava que sentia essas coisas pq n ia em festas, dai me sentia menos que os outros, mais n , a festa n vai me curar disso, talvez vai me animar apensas no momento, e ainda é dificil, n consigo entender direito, espero ter conseguido me expressar bem, tenho muita dificuldade.
    Entao… acho que é isso, sinto todos esses sentimentos, minha mente perturbada, desanimo, depressao , e etc, por essas coisas que passei, pela garota ter me magoado muito, e eu ter me mudado, trocado de escola, e n ter meus amigos pra me destrair, fiquei em casa sozinho, mente vazia, e acabava ficando focado só nisso, n vivia minha vida mais, n dava mais atençao pra niguem, e foi ai que perdi tudo, tudo que me fazia feliz,e foi ai, que me veio o DESANIMO, a insegurança, incapassidade, e depressao, mais msm assim, eu luto contra, n aceito isso, quero recuperar meu animo, minha alegria, pra conseguir ser simpatico, e enfim, voltar a ser a pessoa que eu era, ter as coisas que tinha, e esses pensamentos, essas besteiras da mente, do piscologico, jogar no lixo ! Eu quero ! Só preciso de uma direçao, saber como , me ajuda, devo consultar com um medico ? Piscologo ? As vezes estou com os outros, e n consigo fazer nada, fico igual a um zumbi, pois minha mente esta nisso !

    • João Henrique,

      querido vc precisa sim buscar ajuda medica e terapeutica, mas nao qq uma, pq ha muitos profissionais mal preparados por aí q podem ate te deixar pior.

      pega esse guia gratuito que tem varias dicas e links de onde buscar ajuda: http://www.anamariasaad.com.br/inscreva

      leia e qq duvida escreva!

      e te pergunto: como foi sua infancia? como é o ambiente na sua casa?

      sabe que as pessoas apenas refletem aquilo que ta dentro da gente, entao essa namorada q vc teve foi apenas a varinha que cutucou coisas que ja existiam em vc… ja pensou nisso?

      bjokaaaaaaa

  6. Lu disse:

    O psiquiatra já me deu o carimbo de depressão (nem escovar o dente 1 vez por dia tá rolando) e remédio tb (fluoxetina). Q parei de tomar pq é forte pra mim e me deixou mais debilitada fisicamente, atacou o estômago….

    Ana, seus videos e informação têm me ajudado muito, pois esse é um mundo completamente novo pra mim, eu demorei pra perceber q estava doente. O meu caso tem um agravante, eu tenho enxaqueca crônica, há 12 anos (tenho pelo menos 2 crises no mês, que duram três ou quatro dias, sentindo muita dor física), o meu emocional leva um golpe a cada crise, elas atrapalham muito minha vida tb. Eu sinto que a minha vida escorre pelas minhas mãos.
    Eu tenho uma pergunta e um pedido:
    1 – vc q conhece tanta gente q manja da cabeça, há alguma relação entre desequilíbrios da química da cabeça ligados à depressão e à enxaqueca, ou é só uma coincidência?
    2- O q as pessoas q estão de fora podem fazer? o q eu posso/devo/tenho o direito de esperar delas e o q não tenho? Falei sobre meu quadro com alguns amigos, eles não sabem como agir comigo, o que dizer, o que evitar, em suma, como me ajudar. Eu tb não sei :/ . Eles não compreendem como é viver com essas duas grandes dores. Mas mais do q isso, eles não sabem, mesmo querendo, como ajudar, como lidar com um depressivo, principalmente em uma crise.
    (se vc já produziu eu não encontrei) O pedido q vc faça algum material audiovisual ou escrito sobre “como ajudar um amigo depressivo”, o que o ajudará e o que prejudicará. Prometo que eu compartilho.
    Com o primeiro amigo que eu falei sobre a depressão foi tão difícil, eu chorei muito, descrevi o quadro todo, cheia de culpa, nem consegui pronunciar a palavra ‘depressão’. Sinto que nenhuma das partes sabe o que esperar da outra.

    • Lu,

      Eu nao sou especialista, pra esmiuçar essa questao da enxaqueca. Mas a enxaqueca é um sintoma de que algo nao va bem, certo?

      Vc ja buscou um nutrologo pra saber como ta seu corpo? Fez exames pradetectar como estao as vitaminas, aminoacidos e minerais do seu corpitcho? Teste de alergia pra saber se ha substancias que vc deve evitar? Pq isso tudo influencia. Tem um palestrante do Congresso, o Dr. Edmond Saab que tem um livro incrivel pra te ajudar nisso: Manual do Proprietario: http://cimpsaude.com/manual-do-proprietario/

      E quanto a lidar com um depressivo… Anotei seu pedido pq nao tenho video falando disso nem postagem.

      Mas é simples: Como seus amigos lidariam com quem tem cancer? Acredito que com empatia e carinho, certo? Sem julgamentos, sem condenações, sem analises, mas com abraço, aperto de mao, nao?

      Agora vc sabe o que é ter cancer? Se vc nao teve vc nao sabe. E nao tem como saber. Só quem passa pela doença sabe como é e querer que os outros entendam completamente é utopia.

      Mas o apoio sincero, a empatia diante da dor do outro, o amor com consciencia, o afeto, tudo isso sao formas de lidar com quem ta em sofrimento!

      O que esperar do outro? Afeto. Compreensao. As vezes seus amigos tb estao em dias dificeis e nao vao conseguir suprir a atenção que talvez vc queira.

      Entende?

      bjokaaaaaaaaaa e força na peruca bela

      PS: busque a medicina integrativa, inclusive pra enxaqueca: http://www.anamariasaad.com.br/medicina-integrativa-e-mesmo-segura/

  7. Andressa disse:

    Sinto tudo isso ! Retirando o 14 o restante acontece comigo .Sinto que estou ficando louca,não tenho prazer em fazer mais nada,meu casamento está se destruindo e estou perdendo as foças de viver!preciso muito de ajuda penso em tirar minha vida,vejo pessoas mortas,quero até bater na minha filha que só tem 1 ano e 3 meses,grito a todo tempo e me sinto sufocada não quero sair e quando saio tenho surtos ! alguém me ajuda?oque faço?

  8. Daniela disse:

    Eu sinto uma tristeza fora do comum, acho que desde meus 15 anos, agora tenho 18 anos. Sinto uma angústia uma dor no peito mas não uma dor física mas uma dor na alma. Sou ansiosa, e com o passar do tempo as coisas foram piorando fugindo do meu controle. Sinto-me só, como se não houvesse ninguém por mim.É um sofrimento que parece que nunca vai acabar, tenho crises de choro todas as noites, e nessas horas que a angústia e o medo se apodera de mim. Me isolo no meu quarto, me isolei do mundo e das pessoas.Sinto que não sou capaz, meus sonhos desapareceram ao ponto de pensar várias vezes em tirar minha vida.Como se não tivesse mais forças para reagir.

  9. dirce disse:

    Estou en tratamento faz 4 meses,mas náo sinto melhora tenho medo de entrar em meu quarto a noite porem durmo num colchao na sala,estou afastada do meu trab que eu gostava muito e me sentia capaz de fazer qualquer coisa,hoje minha vontade é s;o uma ou sempre que posso sair escondida de casa no cemiterio levo uma carteira de cigarro e acendo todos no tumulo do meu noivo que morreu faz um ano ,mas minha mae e minha filha náo me deixam eu ir la”e lá que me sinto bem,comverso com ele muito sinto que ele me ouve e me entende.sinto dores no corpo nas pernas parece que meus remedios náo faz efeito nenhum perdi completamente a vontade de sair perdi amigos,ainda bem que minha mae me entende.

  10. Alicia Pinheiro disse:

    Eu já venho há algum tempo me sentindo muito sozinha. Minha filha se casou e foi embora ficou eu e meu esposo e mais um filho de 12 anos, porém eu e minha filha eramos muito amigas e unidas. Sinto muita falta dela e desde então venho me sentindo cada dia mais triste. Para ver se melhorava mergulhei no trabalho ,e por causa disso no ano passado tive uma crise de estress combinada com TAG e Sindrome do Pânico, procurei um psiquiatra que vem me tratando com Diazepan e Paroxetina, mais sinto muito desânimo, tenho vontade de ficar só na cama. Sinto muito desanimada, não gosto de sair de casa e se deixar durmo dia e noite. Sei que preciso de uma terapia, fazer uma atividade física, mas simplesmente não consigo reagir e não tenho condições de pagar uma terapeuta. Desiludida totalmente…

    • Alicia,

      Você consegue reagir, tanto consegue que escreveu.

      É dificl? É, mas se vc nao buscar abrir sua cabeça pra conhecimentos que podem te fazer gerar saúde vc so vai piorar. E se vc nao buscar terapias não há remedio que de jeito.

      Ja pediu ajuda de algum amigo ou da familia?

  11. Fernanda Fabricia disse:

    Sou Bipolar Tipo II (até a segunda ordem) e nos momentos depressivos, que configuram 3/4 do tempo em que não estou estável, apresento 23 sintomas, excetuando-se a tristeza, que eu só sinto quando estou estável (quando acontecem situações tristes da vida e dentro de um padrão de normalidade), e também se exclui o choro: dificilmente eu choro. Ou melhor, pela minha fragilidade nas recaídas, eu teria motivos para chorar bem mais.

  12. Maria disse:

    Fiquei muito triste em ler seu depoimento Ana Luiza, Não pense nisso. Minha filha quando tinha sua idade também passou por isso só melhorou com tratamento tomou remedio e fez terapia. Converse com sua mãe e fala o que vc está sentindo que com certeza ela vai te ajudar. Se eu naõ tivesse socorrido filha quem sabe ela não estaria hoje comigo, pois também tentou suicidio.

  13. Anônimo disse:

    Meu nome e Ana Luiza tenho 14 anos e choro quase todos os dias já ti vi vários problemas familiares e tenho quase certeza de que odeio a minha mãe nada que eu fasco pra ela ta perfeito e cada vez que eu vejo ela me insultar eu choro e me sinto mal a unica coisa que tenho vontade é de me matar de uns dias para cá venho pegando a faca e passando em meu pulso, tem dias que passo mais de 3 dias sem comer não me sinto bem nesse mundo só queria sumir daqui, na escola eu não consigo me concentrar meus pensamentos sempre estão longe,sou muito ansiosa meus pês e mãos ficam gelados e suando não sei o que fazer.

    • MineiroObservador disse:

      Ana,
      Busque apoio psicológico em sua cidade. Hoje em dia, algumas universidades, faculdades, serviços sociais e ONGS oferecem serviços de terapia a preços mais em conta, dê uma procurada na internet. Se for o caso, você pode expor para o psicólogo que não tem condições de pagar inicialmente, os profissionais que tem uma formação mais humanista irão compreender com certeza. Mas, aja a seu favor agora. E procure ver que não está sozinha, várias pessoas já passaram por esse tipo de situação. Veja bem já passaram, porque tudo passa até mesmo o que é ruim.

  14. MineiroObservador disse:

    Pessoal. Vou me identificar aqui por pseudônimo mesmo, embora o relato seja real. Também acompanho os vídeos do pensamentos filmados no youtube e estou na busca, luta, por aprender a gerar saúde para mim mesmo embora eu careça ainda de me disciplinar para isso…
    Faço terapia há mais de 6 anos, sendo que ingressei em 2009 numa época de uma crise forte devido a fatores difíceis que ocorriam em minha vida. Eu estou pra entrar tb com medicação em relação a sintomas de depressão como falta de concentração, irritabilidade, ansiedade, cansaço além do normal, desmotivação…
    Já utilizei medicação antes que aliviou os sintomas, mas em período muito curto e na época não tive forças para buscar modificar meu estilo de vida além da medicação, no dia a dia.
    Hoje estou vendo se busco alguma atividade do estilo meditação, por enquanto por conta própria. Quanto a a medicação, no curtíssimo período que usei pelo que lembro cerca de 1 mês lembro que aliviou os sintomas de irritabilidade, de cansaço além do normal e de falta de prazer, mal estar. Mas a minha terapeuta na época dizia que não adiantava apenas o efeito de boia que o medicamento me fornecia quando eu estava no mar da ansiedade. Era necessário que eu nadasse a meu favor, através de atitudes que deveria tomar no dia a dia priorizando minha saúde o que não fiz.
    Também tenho visto alguns vídeos sobre meditação e budismo na net que podem me ajudar, porque o budismo diz pra nos atermos ao presente e o passado me pesa ainda demais.
    Também descobri que há várias técnicas de meditação e que podemos fazer exercícios até mesmo com os olhos abertos, evitando a sensação de sono.
    Um livro que achei interessante e to acabando de ler é Uma Viagem entre o céu e o inferno, cujo autor é um bipolar. O Livro “Duas faces de Uma Vida” da lana Castle também sobre bipolaridade é legal, embora recheado de partes mais técnicas que eu pulei ao ler.
    No mais, força aí pessoal.

    • Querido valeu pelo depoimento!

      E busque mesmo combinar tratamentos,usando os principios da medicina integrativa.

      Se vc ainda nao se inscreveu de graça no nosso Congresso online MeDISmente, se inscreve já pq as vagas são limitadas! http://b27793d.leadlovers.com/congresso-online-de-medicina-integrativa-na-saude-mente/

      E ontem vc viu a aula da dra marilia? https://www.youtube.com/watch?v=h99xc9iJFAk

      Mas esse é o caminho mesmo, embora faxinar o passado seja importante. doi, a gente nao quer olhar, mas nao tem como vc conseguir ficar no presente qdo correntes ainda estao amarradas a vc te puxando pro passado.

      pra quebra-las é preciso olhar o passado e transforma-lo

      bjokaaaaaaa

      • MineiroObservador disse:

        Eu ví a aula da Dra. Marília e gostei da sinceridade e da coragem dela ao abordar os temas.,

        Muito boa essa seção aqui dos 25 sintomas das Depressão e os comentários. Vocês poderiam colocar um link direto para essa seção logo na Home do site, tornando o acesso mais direto.
        Realmente a parte de encarar os nossos traumas é essencial e ao mesmo tempo difícil, desafiadora. Como a Ana disse em um vídeo, às vezes, chegamos até a nos questionarmos se determinadas coisas tão ruins e geradoras de programação ruim no cérebro realmente aconteceram em nossas vidas, de tão duro e incômodo que é admiti-las.
        Olhando para trás na minha vida, faltou eu estabelecer uma parceria também com a DI, disciplina, pois, até agora a dispersão, o incômodo interior e a desmotivação me acompanharam.
        Vou ver se entro com uma medicação sugerida para elevar a serotonina e me ajudar no processo (Atualmente não faço uso de nenhum e a minha ataul analista deu a entender que até agora há quase um ano de tratamento os resultados não foram significativos) . Uma vez experimentei já outro medicamento do tipo indicado por psiquiatra e realmente senti meu bem estar aumentar, mas, como várias coisas na minha vida não tive disciplina para levar a medicação em frente, adequadamente. Engraçado como alguns miligramas contidos numa pequena cápsula podem mexer com a gente.
        Mas, como disseram, é necessário modificar também o estilo de vida e buscar ferramentas como yoga, meditação, etc… Eu venho tendo muita dificuldade também porque com os sintomas de depressão e ansiedade to com dificuldade em sair na rua há muito tempo, embora seja obrigado a faze-lo algumas vezes por semana. Eu observo que a gente ficar recluso aumenta a ansiedade, dá uma certa sonolência também no meu caso, o mal estar, em um verdadeiro ciclo vicioso.
        Fico imaginando com essa crise sobretudo, a dificuldade principalmente da classe trabalhadora em se focar para buscar acesso a esses tratamentos. O trabalho realizado por vocês que nãoo deixa de ser motivacional é bem importante, ainda mais nesse contexto.
        Queria sugerir que vocês fizessem um vídeo com depoimentos ou não, abordando a questão de pessoas que se viram obrigadas a ter uma convivência familiar por anos, às vezes décadas com pessoas tóxicas e o desafiador processo de reconstrução disso. Vi uma vez uma moça que passou por essa experiência dizer que o ideal é que nos separemos das pessoas tóxicas de nosso convívio íntimo o quanto antes, mas, nem sempre isso é possível por diversos fatores. E assim muitas vezes as pessoas passam anos e até décadas em companhias totalmente desestimulantes e até agressivas.
        Escreví um testamento no comentário rs ,mas, todas essas coisas eu senti vontade de expor mesmo.

        • Oi querido,

          escreva bastante mesmo!

          e amanhã teremos um hang out gratuito onde vamos abordar como lidar com pessoas tóxicas, pq no fim das contas, tudo começa e termina na gente… Há períodos que sim teremos que ficar perto de pessoas tóxicas, faz parte da vida. a questão é: o que aprendemos sobre nós mesmos com isso? essa pode ser uma grande chance de encarar as proprias toxinas!

          acredite, foi assim pra mim. claro que se vc pode se afastar dessas pessoas, o melhor é que se afaste mesmo, mas nem sempre é possivel, como vc mesmo disse.

          e qto a deixar link sobre os sintomas logo na home temos um banner do lado direito ja sobre isso, mas por mim de verdade nem teria, pq meu foco aqui é instigar quem sofre a mudar as perguntas, e ao invés doe: “o que eu tenho?” para: “como gerar saúde apesar do que tenho?”

          e vc ja viu o post sobre efeito placebo? http://www.anamariasaad.com.br/ciencia-picareta-o-que-os-medicos-nao-sabem-sobre-os-remedios-que-eles-prescrevem/

          Digo isso pq pode te ajudar a fazer bom uso de remedios, sejam eles quimicos, fitoterapicos ou homeopaticos.

          bjokaaaaaaa

  15. Sebastiana Ribeiro de Almeida disse:

    Eu tive uma depressão grave há muito tempo, me curei com florias de Bach e mineiros, agora estou meio deprimida, por causa que estive doente por alguns tempos, depois de uma virose fiquei muito mal, tive problemas no estômago, fiz exames e não deu nada, então me toquei que estou mesmo é com um estresse muito forte, por causa do que tive a uns três meses, agora marquei uma consulta com minha terapeuta, e vou tomar homeopatia e florais, é o que me equilibra!!

  16. rafaela alves disse:

    tenho 17 anos …não gosto de lugares cheio de gente ! me sinto sozinha muitas vezes ,minha mae me faz senti culpada por tudo ,as vezes passo de dois dias sem comer nada há única coisa que eu fasso eh chora …muitas vezes ela fala coisas que magoa tanto ,me da vontade de sumi no mundo meus pensamentos so são besteira …não sei oque fazer ..

  17. eliane disse:

    por acaso entrei aqui, e acho que entrei no lugar certo pq estou precisando muito de ajuda. hà 02 anos que venho sofrendo … começou com um cansaço , ate um cateterismo fiz, ai o cardiologista me mandou para o psiquiatra, ja troquei de remedio varias vezes e qndo acho q estou melhorando tenho uma recaida. acho q ja sei destinguir depressão de ansiedade, agora nesse momento estou com crise de ansiedade pq to com um nó na garganta,minha piscologa desistiu de mim,e qndo estou assim fico triste e caio na depressão nao sei mais o q faser , ja pensei em desistir varias vzs, me ajude por favor

  18. Nicolly disse:

    Tenho 16 anos.. E faz quase 1 ano ja que me sinto assim! Sozinha, não gosto de ir pra lugares cheio de gente! Gosto de ficar em casa sem sair pra nada! Fico achando defeitos em mim mesma.. Me achando feia, sem amigos, sem ngm.. Tenho insonia, nao me alimento direito! Deixo de fazer mtas coisas por este problema. Tenho alucinações.. Ja pensei em me matar. Parece que estou ficando louca! Nao sei oq fazer e tenho vergonha de contar a alguem. Oq fazer. Me ajudemmm

  19. Alba disse:

    Desde que me entendo por gente, tenho esse problema.as vezes melhora um pouco em outros momentos piora bastante como agora. Nunca me sinto bem completamente é como se me faltasse algo sempre, e quando finalmente consigo algo que queria muito que sonhava é como se não merecesse aquilo ou aquele momento feliz, então não relaxo , não aproveito. Sempre tem sido assim desde a infância. Não sei mas o que faço para melhorar tenho 31 anos de idade e penso que logo vou entrar na velhice e ponto acabou estou predestinada a uma vida simplesmente triste isso é normal??me ajudem, alguém pode me ajudar?

  20. stefanny disse:

    sinto vontade de me isolar,insegurança, entre outros. nao procurei ajuda medica. a dificuldade é de estar com as pessoas.

  21. Stefanny disse:

    Sim,sentimento de vazio, falta de esperança, sentimento de inferioridade e baixa autoestima, sensação de insegurança entre outros.Diante desse sintomas a maior dificuldade é ficar perto das pessoas. Sim ja procurei ajuda medica mais nao fiz todo o tratamento.

  22. Stefanny disse:

    Tenho esse sintomas: Perda de interesse e prazer pelas coisas, Vontade de se isolar, Sensação de insegurança, Sensação de incapacidade, Sentimento de inferioridade e baixa autoestima,Tristeza constante ou irritabilidade persistente, choro sem motivo aparente, sentimento de vazio,falta de esperança. Só uma vez quando fui violentada mais desde antes já tinha baixa estima por ter sido abandonada gravida, mais depois ficou um pouco pior. Mais não fiz o acompanhamento completo. A minha maior dificuldade diante dos sintomas é acreditar em mim mesma, é achar que ninguém gosta de estar comigo e por isso da a vontade de me isolar de todos mas ainda não cheguei ao ponto de ficar trancada no quarto sem sair por nada, vontade eu tenho mais por causa do meu filho que ainda é pequeno não fiz isso… Mais já ando me afastando das pessoas fico mais calada não saio muito e quando saio mesmo com primos que pra mim sempre foi ótimo já não é tão prazeroso mais… bom é isso.. obrigada.

  23. Ana Claudia disse:

    SIm tenho Depressao profunda.Pensei que tinha ido embora mas parece que voltou e me sinto fraca,fracassada e com vergonha.

Pegue esse ebook gratuito hoje:

Tablet e smartphone
7 Causas para você ter adoecido
  • A ciência que embesa sua cura
  • Como acabar com as recaídas
  • Remédio não é para a vida toda (ufa)!