Depressão

Ansiedade & Cia?

Ganhe acesso imediato a este E-book gratuito pra sair dessa sofrência:

Em Breve: Depressão - Como se curar

Uma surra de jacas te ensina

Ciência pura lindeza!

Seta

Transtornos Mentais ou de perto ninguém é normal mesmo?

jennifer lawrence surtada

Transtornos Mentais significa:

Depressão, bipolaridade, ansiedade, síndrome do pânico, borderline, bulimia, anorexia, TOC, compulsões, etc, etc, etc. Aff!

Desculpe não citar todos os distúrbios da cachola, mas é que segundo a “bíblia” dos psiquiatras, o DSM – Manual Diagnóstico e Estatístico dos Transtornos Mentais – há mais de 300 transtornos psiquiátricos e eu não vou te perturbar com todos eles.

Vai que você descobre que é portador de algum!

Aliás, isso é muito comum: alguém “normal”, que não tem transtornos mentais, achar que tem depois de ler os sintomas dessas doenças.

E por quê?

Porque alguns dos sintomas são inerentes a qualquer ser humano e nós não somos ensinados sobre o que é ser Ser Humano.

Quando você era jovenzinho alguém te explicou sobre as emoções, os sentimentos e seu funcionamento mental?

Provavelmente não, né! Nossa sociedade, em geral, é analfabeta afetiva e emocionalmente.

naomi campbell surtada

E diante dessa nossa ignorância, quando alguma emoção categorizada como ruim aparece, tipo a tristeza, lá vamos nós atrás da pílula mágica na esperança de exterminá-la.

Talvez por isso que o Brasil seja um dos maiores consumidores de antidepressivos do mundo, segundo os relatórios da Anvisa.

E nos EUA, segundo um estudo publicado em 2015 no The Journal of Clinical Psychiatry: “69% das pessoas que estão tomando antidepressivos nem se encaixam nos critérios de transtornos mentais”. 

Ou seja, 69% dos pacientes que tomam antidepressivos não tem depressão, nem ansiedade, nem bipolaridade, nem etc, etc, etc.

“Ah eu bem que desconfiava, de perto ninguém é normal mesmo!”Karrrma que também não é bem assim.

Eu sei porque eu lidei com transtornos graves por mais de 20 anos. Adoeci ainda criança porque tive minha alma e meu cérebro feridos por um lar disfuncional e um pai abusador.

Então, EXISTE UMA DIFERENÇA ENORME entre quem tem um transtorno psiquiátrico e quem não tem!

Twittável:"Não é sinal de saúde estar bem adaptado a uma sociedade doente" Krishnamurti 
@anamariasaad

psiquiatra? oh!

Inclusive muitos pacientes que precisariam mesmo de tratamento e até medicamentos relutam em tomá-los, enquanto outros que nada tem costumam “medicalizar a tristeza”, tomando comprimidos pra dormir e pra acordar, ao invés de apenas buscar o autoconhecimento e mudar o estilo de vida.

Agora, a psiquiatria dizer que há mais de 300 tipos diferentes de transtornos mentais, eu discordo completamente.

“Não existe um milhão de causas para um milhão de doenças diferentes: todo tipo de degeneração no organismo acontece em função de ‘meia dúzia’ de alterações básicas.”

É isto que está escrito no livro “Manual do Proprietário” do generoso especialista Dr. Edmond Saab, médico cardiologista e nutrólogo que tive a honra de entrevistar para o nosso MedISMente – Congresso Online de Medicina Integrativa na Saúde da Mente.

Aliás, talvez os psiquiatras se beneficiariam muito mais desse Manual do Proprietário do que do DSM. Fica a dica. 🙂

aplauso

Então vamos lá, repita comigo, em coro: “De perto ninguém é normal, não mesmo! Mas de perto nem todo mundo tem um transtorno mental.”

Vamos nos abrir pra novos conhecimentos e deixar o coração nos guiar, porque alguém próximo a você está em um sofrimento profundo e necessita do seu apoio.

Então PASSA ESTE POST PRA FRENTE, manda para aquela pessoa que você sabe que precisa.

Compartilhe esta página

É isso lindeza, e agora me diga nos comentários abaixo:

Você sofre de transtornos mentais? Você já foi ao médico? Sua família te apoia?

Me conta sua experiência nos comentários abaixo, lembre que aqui já somos uma comunidade onde pessoas vem buscar conforto, conhecimento e inspiração, logo sua vivência pode ser exatamente o que alguém precisa pra se sentir confortado e compreendido.

IMPORTANTE: compartilhe seus pensamentos e experiência diretamente nos comentário. Links para outros posts, vídeos, etc, serão deletados porque são identificados como spam.

Se você achou esse post útil PASSA PRA FRENTE, mais alguém pode se beneficiar dele!

Gracias por nos visitar!

PS: Conheça nosso Club da Cachola! Nele você tem acesso ao inovador MeDISMente – Congresso Online de Medicina Integrativa na Saúde da Mente – que te dá ferramentas pra você vencer os transtornos mentais!

E lembre que bost#@s acontecem na vida, faz parte e você não tem controle sobre isso. Mas você pode controlar o modo de encarar essa merd#@ toda. Eu te convido a usá-la como adubo para seu crescimento interno, topa o desafio?

Bjoka e Força na Peruca! 
Com  Amor, 
Ana Maria Saad 🙂
Gifs: Feitos por amigos

19 respostas para “Transtornos Mentais ou de perto ninguém é normal mesmo?”

  1. anonima disse:

    agradeço por saber que se vc conseguiu passar por isso eu tambem consigo. Ja sao dez anos de sofrimento, voltei a faxer tratamento faz duas semanas.
    vou permanecer firme no tratamento e ficar boa logo.

  2. celso grativol disse:

    eu agradeço pela força e pelas orientações,talvêz seja momentos de angustia ou tristeza , mas nada que afeta a mente ou subconciente.eu creio que pode ser momentaneo,um beijão bem gostoso Ana maria,que Deus o abençoe

  3. Kátia disse:

    Olá,
    Sofro do transtorno de panico há uns 10 anos, não foi fácil saber o que eu tinha, pq os sintomas muito evidentes me levaram a procurar especialidades que só diziam q eu estava bem de saúde, que bem é esse que eu não me sentia como diziam, pelo contrário cada vez q eu ouvia isso aí é que ficava preocupada com minha situação pois achava que poderia estar louca, ou alguma doença que nem a Medicina conhece, me sentia só e ainda me sinto, esse tipo de problema ainda infelizmente não é bem visto pela sociedade e dificulta a melhora. As experiências são ruins, ao ponto de não conseguir ir na padaria do lado de casa sem ter os sintomas acontecendo, as pessoas evitavam me chamar inclusive p sair, pois eu acabava estragando o passeio de todos e fui cada vez mais evitando e não me sentindo segura em falar as pessoas sobre o que passava comigo, cheguei a sair gritando em shoppings e chorado bastante pelos cantos onde ia, já desmaiei, ja fui bater em hospitais por estar em crise e nada diziam além de soro e calmantes, e comunicar a minha familia que sou muito ansiosa. Irei pela primeira vez à um psiquiatra por escolha minha e espero que Deus ajude e que tudo se resolva, tenho uma filha que precisa de meu exemplo e de uma mãe por perto. Ana Maria, vc descreveu com muita eficácia o que sinto e Deus abençoe a sua vida.

    • Kátia, meu amor, vc só precisa ganhar conhecimento sobre isso, pq transtornos da mente afetam milhões de pessoas ao redor do mundo. E elas são apenas sintomas de algo que aconteceu contigo. Por isso o único remédio que vai te ajudar é autoconhecimento. Como foi seu lar? Sua infância? Pai e mãe presentes? Neste guia te esclarecemos TUDO. Leia pra se empoderar e saber onde encontrar bons profisisonais.
      Os itens 2, 3 e 8 te ajudarão muito!

      Leia: http://www.anamariasaad.com.br/guia-vencer-a-depressao-e-ansiedade-panico/

      Bjoks e força, e principalmente: tem jeito! Acredite, a doença é só um chamado pra olhar e cuidar de si!

  4. Libenio disse:

    Ola Boa Tarde!!
    Minha Noiva diz que sofre de depressão e tem esses medos, anciedade e também ela diz que depressão é uma doença, eu penso que é coisa da mente porque cabeça vazia é moradia do capeta, porque voce enche a cabeça de coisas ruins e isso vai corroendo ela por dentro, mas eu tento ajuda-la e ela acab brigando comigo dizendo que eu nao acredito que a depressão é uma doença, eu penso que seja um disturbio mental, porque não há exames que comprove que voce tem depressão, no entanto ela fica me dizendo que é uma doença e que isso vem de familia, pois a mae tem o pai tem e todos tratam com psicologo, poi quando ela estava comigo no começo ela até parou de tomar remédios da depressão, falando até pro psicologo, pois ele achando bom e pedindo pra retornar a consulta, dai fiquei um tempo internado e nesse periodo ela sofreu algumas desilusos com meus pais mas a todo momento fiquei do lado dela e tipo ela leva essas desilusões pra todo lugar pq td que acontece ela acha que é consequência dos meus pais, pois tudo que acontece é m0tivo pra lea cair nessa maldita depressão, pois que ria que me ajudasse a faze-la entende-la que ela nao tem uma doença e que isso nao é depressão, gostaria que me mandasse uma material que a fizesse entender como lidar com essas situaçoes e me ajudar também, pois nao posso tocar no assunto de depressao que ja começa a brigar comigo e falo pra ela que nao precisa tomar calmante ra dormir mas ela teima em tomar parece até uma segurança que se nao tomar ela se sente insegura, por favor gostaria que me ajudasse, serei muito grato ..Obrigado!!! pode mandar no meu email: libenio@hotmail.com….

  5. Joseane Alves disse:

    Ana desde criança sofro de violência verbal, eu cresci com minhã mãe falando que sou “inútil”, “imprestavel”, que “nao sei fazer nada”, que sou “lerda” ate hoje ouço isto, tenho 19 anos, ja pensei em ir ao psicologo, mais nunca fui, já li bastante sobre a mente humana porque gosto muito de ler, li muito livros de Dr. Augusto Cury. Ultimamente tem sido os dias mais dificeis para mim, entendo que quando a nossa mente acredita em algo mesmo que nao seja verdade, nós passamos a viver no que acreditamos, e eu acreditei, foram anos e anos ouvindo a mesma coisa, chorando, se agustiando e buscando nos namoros o que nao tinha na minha familia, buscando afeto e por isso a cada vez que um namorado terminava comigo, eu perdia o chão, ficava desesperada, minha mente entendia que era uma confirmacao que sou inutil e imprestavel. Nós somos o que pensamos que somos e eu acreditei em tudo o que minha mãe falava e fala, cultivei o habito de pensar que sou realmente lerda, inutil…etc e hoje eu nao consigo mais realizar algumas acoes, tento mais quando ela vem reclamando eu paro e fico paralisada, e eu dependo financeiramente dela, é dificil porque ela reclama de tudo que compra para mim, eu quero trabalhar mais penso que nao irei ser util e nao irei conseguir, sinto-me no beco sem saída. Muitas pessoas dizem que sou estranha e lerda que nao devo ser assim, fico nos lugares bem quieta e sozinha, nao tenho quase nenhum amigos, os que tenho estao distante. Nao aguento mais Ana esse inferno. Eu fico mais em casa porquw quando saio chego em casa muito mal por que vejo que ninguem mim da atencao. Mais em casa nao aguento ficar tbm.. esta tao dificil o pior é quando com ironia minha mae pergunta : ” porque vc é desse jeito porque nao é alegre como as outras meninas da sua idade por que vc é assim? Dói.. isso dpi muito Ana eu sou assim porque acreditei nas palavras dela e ela mim ainda mim pergunta isso.

    • Ai Joseana, é difícil mesmo lidar com estas feridas com essa realidade de falta de amor de quem deveria primeiro no mundo nos apoiar. Mas a vida se resume ao treino de não esperar das pessoas mais do que elas podem nos dar. Foi isso provavelmente q ela sempre recebeu na vida dela. Sua mãe maltratou vc, sim, mas cabe a você agora tentar resgatar esse amor e respeito por si mesma. Ser o seu melhor pai e sua melhor mae. Criar esse amor de dentro pra fora. E isso é um caminho, que bons terapeutas, humanos, podem te ajudar.
      Vja esta pg aqui,ela tem muita coisa pra te ajudar a encontrar oseu caminho: http://www.anamariasaad.com.br/guia-vencer-a-depressao-e-ansiedade-panico/

      Dê especial atenção aos itens 2, 3 e 8 pq te darão pistas de onde buscar as ajudas certas!
      Força, vc tá com a gente! Estamos juntos!

  6. MARINA MONTEIRO disse:

    eu quando na infancia sofria abusos pelo meu pai , hoje ja adulta sofro com varios tipos de trastornos, sofro muito nimguem da familia me apoia sao todos leigo nesta istoria de vida que levo, tenho um filho casado, sinto que ele e nora, me rejeita me exclui , isto e muito triste,por favor me ajude

  7. lilian disse:

    Oi Ana,criei coragem de procurar uma opinião profissional,talvez alguma coisa possa estar acontecendo mesmo comigo,não gosto de falar no assunto ,mas,você me fez ver que guardar pra mim não vai funcionar e que existe uma saida…….muito obrigada!!!

    • Que bom Lilian, isso é um progresso e tanto na sua caminhada! Fico muito feliz de saber que pude te ajudar.
      faz o seguinte, veja este vídeo aqui pra vc entender a mensagem da doença: https://www.youtube.com/watch?v=G2U2Y_f9L8g

      E baixe o nosso guia gratuito de como melhorar sem se entupir de remédios, pois lá damos dicas de locais pra vc pesquisar e buscar tratamentos com profisisonais decentes! Se inscreva aqui: anamariasaad.com.br/inscreva
      Se vc gostar da nossa proposta, volte a nos escrever pra te mostrarmos como a ONG pode te ajudar neste caminho! Bjoks!

  8. Taiguara disse:

    Olá Ana, primeiramente quero prestigiar seus textos excelentes e a iniciativa linda!
    Bom o que dizer de mim?
    Sempre fui muito sozinho, desde pequeno, enquanto meus irmãos sempre tiveram boa aceitação social.
    Tive 2 amigos na vida q foram como irmãos pra mim , momentos da vida me afastou dessas amizades.
    Quando adolescentes tinha muitas espinhas e como medida drástica passei um monte de porcarias no rosto pra tentar resolver, hj tenho uma mancha enorme na face toda, me sinto mal, mas relevo.
    Tenho 23anos, sou um cara vazio, tenho dilemas pessoais com minha mancha, altura e corpo e até mesmo com a personalidade, decorrentes a comentários maldosos de diversas pessoas, pensei em fazer merda me matar, até que vi seu site,obrigado pela oportunidade de lê seus textos e gostaria de pedir uma palavra de consolo, pois acredito em dias melhores. Obrigado.

    • Amado Taiguara,

      primeiro: nao acho que vc é vazio, pelo contrario! vc parece ser uma pessoa sensivel e amorosa. E isso nao tem nada de vazio!

      sabe que durante toda minha juventude eu queria parecer bonita, pq me sentia horrivel! hoje me sinto linda e nao ligo se pareço feia. vc percebe a diferença entre ser e parecer?

      nossa mente quando nao ta a nosso serviço fica desregulada e nos impede de entrar em contato com esse ser e entao ficamos a merce do externo, de pessoas que fazem comentarios maldosos, pq elas tb nao estao em contato com esse ser…

      mas como entrar em contato com esse ser e se amar a ponto do externo nao nos afetar? como criar dias melhores nas nossas vidas?

      amado vc precisa buscar uma boa ajuda terapeutica pra se conhecer profundamente e mudar algumas coisas no seu dia com praticas que geram saude.

      pega esse guia gratuito, leia q vc vai ganhar um conhecimento importante pra ter dias melhores: http://www.anamariasaad.com.br/inscreva

      e vamos nos falando

      parabens pela coragem!

      e lembre: o mundo precisa de vc com saude. e gerar saude é possivel.

      bjokaaaaaa

  9. wedja silva disse:

    Achei interesante quando você diz no texto que não existe um exame laboratorial que comprove as doenças mentais, e que há muitos erros de diagnostico, fiquei preocupada visto que o psiquiatra disse que meu filho sofre de esquizofrenia.O que você pode me dizer a respeito disso, o que devo fazer?

  10. Luiz Harada disse:

    Então… Sempre fui considerado “estranho”, vivia no meu mundo (grau baixo de autismo?). Adulto, após um acidente de carro, mesmo sem perder massa encefálica… Um coma de três meses me deixou com o raciocínio confuso! De estranho virei louco… As pessoas próximas usaram essa condição para roubarem dinheiro e me deixarem culpado… Me sentindo péssimo e culpado, fui procurar ajuda médica sozinho, e me passaram medicações e terapias que tentavam me curar!
    Me formei massagista após o acidente e trabalho até hoje, fiz caratê mas foi no jiu-jitsu que normalizou o raciocínio! Não foi a luta mas aceitação e o carinho que todos me aceitaram…
    Faz doze anos que sofri o acidente e tenho 36 anos… Me dediquei com lítio e carbolithium durante sete anos, em que fui considerado Bipolar, esquizofrênico e boderline… Os opressores tenho pena! E da família do jiu-jitsu não sou mais emocionante dependente!
    Meu raciocínio voltou ao que era antes, só que mais maduro… E continuo estranho!

    Meu nome é Luiz. Não só mereço viver uma vida normal, como vivo!

Pegue esse ebook gratuito hoje:

Tablet e smartphone
7 Causas para você ter adoecido
  • A ciência que embesa sua cura
  • Como acabar com as recaídas
  • Remédio não é para a vida toda (ufa)!