fbpx

leonardo di caprio ansiedade

Ansiedade: conheça os sintomas e 2 fatos surpreendentes, porque a ansiedade é natural em todos nós seres habitantes da bolota terrestre.

Mas antes de continuar lendo sobre os sintomas: não seria ótimo receber dicas gratuitas pra sair desse inferno em que você se encontra?

Basta você se INSCREVER DE GRAÇA AGORA no formulário logo abaixo. Coloca aquele e-mail que você mais usa pra não perder as preciosidades que enviamos, porque queremos muito te ajudar a melhorar!

Inscreva-se e receba dicas grátis sobre Saúde da Mente e Disciplina!

Gostou?

Voltando: a ansiedade é natural em todos nós seres habitantes da bolota terrestre, ela é uma reação a situações que podem provocar medo, dúvida ou expectativa.

Até cachorros ficam ansiosos. Lembro do meu doberman fofura, chamado Junior. Ele ficava mega ansioso quando minha mãe viajava. O bicho sentava na porta de casa na expectativa dela chegar, era de cortar o coração.

Porém ele não sofria da tal TAG: Transtorno da Ansiedade Generalizada.

E por quê Junior não sofria de ansiedade patológica?

Porque ele não sentia medo de fracassar, nem preocupação com as finanças, ou com a saúde.

Ao contrário de uma pessoa ansiosa, que além disso tudo, não vive com tranqüilidade e só pensa em tudo o que pode estar errado, focando os pensamentos nas dificuldades que podem até ser reais, mas muitas são só imaginárias.

simpson ansioso

Ao contrário do cão Junior, o ansioso não só se preocupa, se ocupando de coisas que ainda não aconteceram, mas suas previsões são negativas!

E isso lhe causa sofrimento, porque ele sempre considera que coisas terríveis vão acontecer, o que também perturba quem está a sua volta.

Bom, o doberman Junior não ficava sentado na porta de casa pensando: “Será que minha ama sofreu um acidente? Teria acabado a gasolina e ela foi assaltada? Gente por que vocês não pensam nisso comigo?”.

Não, essa tortura interna que não acaba aí, é típica do ansioso que ainda fica remoendo os erros que cometeu no passado ou que pode vir a cometer agora.

Além de se preocupar, sentindo qualquer problema como uma grande questão, o ansioso vive como se tivesse sempre preparado pra fugir, e isso prepara o corpitcho dele para ação, gerando tensões musculares com dores nos ombros e pescoço, além de  tremores.

bob esponja medo

Até o coração do preocupado pode trabalhar mais, o que acarreta em palpitações.

Alguns sentem dificuldade para respirar, falta de ar, dificuldade pra engolir, a pressão que sobe, tudo graças ao Transtorno de Ansiedade Generalizado, que o doberman Junior não tinha, mesmo porque ele não tinha um trabalho, nem estudo que pudessem ser atrapalhados no dia a dia pelos sintomas da ansiedade.

Os sintomas da Ansiedade devem permanecer por quanto tempo pra ser considerado TAG?

Segundo o DSM (Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais): quando há ansiedade e preocupação excessiva sobre diversos eventos ou atividades na maioria dos dias da semana, por pelo menos seis meses.

"Não podemos querer entender o mundo apenas com o intelecto" Jung

ansiedade acucar

Conheça 12 sintomas da ansiedade generalizada:

1- Preocupação excessiva ou expectativa apreensiva

2- Dificuldade de concentração

3- Fadiga

4- Irritabilidade

5- Problemas para adormecer ou para permanecer dormindo

6- Sono que raramente é revigorante e satisfatório

7- Inquietação, geralmente ficando assustado com muita facilidade

mickey ansioso

8- Tensão muscular

9- Tremedeira

10- Dores de cabeça

11- Problemas de estômago (náusea ou diarreia)

12- Dificuldade em controlar os sentimentos de preocupação

2 fatos surpreendentes sobre a Ansiedade:

1) O Transtorno de Ansiedade Generalizada geralmente ocorre junto com outros problemas da cachola, como:

– Síndrome do pânico

– Depressão

– Fobias

– Abuso de substâncias

– Transtorno de estresse pós-traumático

cigarro ansiedade

2) A ansiedade como transtorno pode levar a outros problemas de saúde física e mental, como:

– Depressão

– Abuso de substâncias, como drogas ilícitas e álcool

– Problemas para dormir (insônia)

– Dores de cabeça

– Ranger os dentes (bruxismo)

– Transtornos por uso de substância

– Problemas digestivos ou intestinais

tina fey gulosa

Gracias por nos visitar!

E lembre que bost#@s acontecem na vida, faz parte e você não tem controle sobre isso. Mas você pode controlar o modo de encarar essa merd#@ toda. Eu te convido a usá-la como adubo para seu crescimento interno, topa o desafio?

Bjoka e Força na Peruca! 
Com  Amor, 
Ana Maria Saad 🙂
Fonte: conteúdo baseado no DSM (Manual Diagnostico e Estatístico dos Transtornos Mentais)
Gifs: feitos por amigos
Categorias: Cura

Ana Maria Saad

Te ajudo a vidar e não só sextar através do Método Rituario (Ritual Diário de DETOX MENTAL). Aprenda a meditar mesmo se sua mente não para 👽

57 comentários

Gessildo Alencar · 10 de novembro de 2015 às 14:27

Meu caso, pelo que li(Nunca me tratei na medicina convencional) se enquadra totalmente no caso de “Transtorno de personalidade paranoide” estou para perder minha esposa e gostaria de obter ajuda, por favor. É algo desesperador.

Jonas Henrique Rossi · 3 de novembro de 2015 às 14:00

Olá Ana… Tudo Bem??
Tenho 18 anos… Passo pelo mesmo tipo de Problemas!!
E queriia saber se o Remédio NERVOCALM Ajuda a Combater esses Simtomas??
Mto Obg 🙂

    Ana Maria Saad · 6 de novembro de 2015 às 20:08

    Querido,

    a gente nao pode te dar essa informação pq nao somos medicos. mas podemos te ajudar a buscar bons profissionais. é so vc pegar esse guia gratuito: http://www.anamariasaad.com.br/inscreva

    leia e vamos nos falando

    bjokaaaaaaaaa

Izy · 11 de outubro de 2015 às 09:14

Ana, me ajuda?
Eu tenho 18 anos, e em abril desse ano eu comecei fazer sessões com uma psicóloga, só que Ana, ela foi embora pra Curitiba em agosto. Nesse caso, começamos a fazer sessões on-line. O que acontece é: há uns 4 dias foi minha primeira sessão, e ela disse que em abril quando comecei a fazer as sessões, eu estava com uma leeeeeeeve depressão. Ana, depois que ela disse isso, meu mundo desmontou. Eu não queria ter tido isso, e agora eu fico com um medo excessivo de
Voltar. Fico me achando anormal, uma tristeza, crises de choro, já acordo chorando. O que acontece agora aana? Estou com ansiedade ou depressão? Ou os dois juntos?

    Ana Maria Saad · 16 de outubro de 2015 às 14:27

    Izy,

    seu diagnostico pouco importa. se vc quer um certeiro tera que ir a pelo menos 3 psiquiatras, pq os diagnosticos sao baseados em opiniao e nao em ciencia, logo um psiquiatra pode te dar um carimbo de depressão e outro de ansiedade e outro de bipolaridade…

    entao ao inves de perder tempo atras de diagnostico, busque profissionais que realmente possam te ajudar, pq a doença é so um sintoma de que vc esta desconectada de vc mesma.

    e como saber que tipo de ajuda buscar? se inscreve no site http://www.anamariasaad.com.br pra ganhar um guia com dicas de medicos e terapias

    leia e vamos nos falando

    bjokaaaaaaa

Ana · 7 de outubro de 2015 às 16:37

Oi Ana, tenho 29 e assim, eu já era ansiosa, algo sou mil vezes ansiosa, não sei se tem alguma coisa haver, mas já tive depressão e no final do ano passado eu tive CA na tireoide. Ultimamente, não tenho saído de casa, apenas pro trabalho, o que anda sendo um enorme sacrifício, comer tem me deixado culpada, tudo que como sinto ânsia de vomito, também não ando dormindo, já ta com uma semana que acordo já com dor de cabeça. Uma coisa que acontece muito comigo é, demoro muito pra dormir e quando acordo de madrugada demoro horas pra pegar no sono, minha cabeça não para de pensar. E tem mais, quando eu tinha 9 anos, sofri uns traumas e até hoje os revivo as vezes. Já tentei me matar uma vez e ultimamente tenho tido crises horríveis de choro. Já até marquei uma consulta para começar as sessões com o psicologo, mais não fui.
Pra mim é bem complicado me abrir com alguém que não conheço, é fácil pra mim me abrir com você que não conheço pessoalmente.
Ano passado cheguei a fazer umas sessões com o psicologo, mais sinceramente não vi nada de tão grandioso assim.
Não me abro assim com ninguém, nem com a minha mãe, já notei que ela não me aceita com essas coisas, ela me pede pra ir mais a igreja e orar mais.

    Ana Maria Saad · 9 de outubro de 2015 às 13:17

    xara

    vc precisa buscar a ajuda profissional certa, entao se inscreve no site http://www.anamariasaad.com.br pra ganhar um guia e saber que tipo de ajuda buscar.

    ha linhas terapeuticas onde vc nem precisa falar mto, e vc encontrando um profissional que seu santo bata com o dele dara tudo certo.

    qt a tireoide, assista esse video pra saber como trata-la direitinho https://www.youtube.com/watch?v=_lmF9B8cOD8

    vamos nos falando

    e saiba que ganhar conhecimento é o que vai te ajudar a se abrir! entao bem vinda

    bjoka

zenobio almeida · 6 de outubro de 2015 às 22:21

tenho 31 anos ha 2 meses eu venho sentindo dor no peito dor no braço esquerdo falta de ar sensação de morte coração acelerado dor de cabeça sinto minha veias pinicando aguinia ja fiz exames de sangue e eletrocardiograma e nao deu nada sempre sinto vai e volta pode ser ansiedade ??????????????

    Ana Maria Saad · 9 de outubro de 2015 às 13:14

    pode ser ansiedade sim, mas so profissionais poderao dizer.

    que tipo de profissionais vc deve buscar?

    se inscreve no site http://www.anamariasaad.com.br pra ganhar um guia e saber que tipo de ajuda profissinal buscar

    e vamos nos falando

    bjoka

lucas · 5 de outubro de 2015 às 10:50

oi tenho ansiedade que eu me lembre dez de 1995 ficava ansioso e tinha – Problemas digestivos ou intestinais – Dificuldade de concentração Inquietação, Problemas de estômago (náusea ou diarreia) ate hoje teve um dia que tava assim que fui busca ums gato em uma cidade mas quando eu peguei os gatos e a van saio para minha cidade passo tudo mas maioria das vezes so n passa a dor de barriga kkk e agora

Maria Yolanda Barros · 23 de setembro de 2015 às 11:05

Ana então me diga uma coisa,eu tenho 75 anos,graças a Deus está tudo bem comigo,
não sinto nada do q. foi escrito aqui,só q. a 5 anos sinto os batimentos cardíacos no pescoço,q. não me deixam dormir,sou obrigada a tomar calmante,exames cardiológicos normais,pequena arritmia.E os médicos não acreditam quando falo isso para eles,só q. eles não estão no meu corpo,para sentir o q. eu sinto,e querem me dar remédio para ansiedade,acham q. é da minha cabeça,o último médico,homeopata,me receitou Arsenicum Lombo,derivado do Arsenico,lógico q. não vou tomar.Gostaria de saber da sua opinião,obrigada. d. Yolanda

    Ana Maria Saad · 25 de setembro de 2015 às 11:06

    Yolanda,

    que nome lindo!

    bom ter vc aqui com a gente.

    bela, a homeopatia pode te ajudar mto com isso. Mas so vai te ajudar se vc confiar no seu médico. Vc gosta dele? Confia nele?

    e vc faz exercicio fisico? ja cogitou experimentar Yoga? Yoga ajuda muito quem sofre de ansiedade. Eu comecei a praticar Yoga em uma escola onde antes de eu entrar a aluna mais nova tinha sua idade.

    e vc ja descobriu pq ta ansiosa?

Marcos Borges · 11 de agosto de 2015 às 14:53

Bom, sou extremamente ansioso, estressado, mudo de humor de uma hora para outra. tenho muitos amigos, namorada, mais brigo constantemente com ela, procuro brigas durante meu dia a dia com muitas pessoas diferentes, como motoristas e cobradores de ônibus. Tenho muito pouca paciência com o que não me convêm, faço o uso de maconha é a única coisa que me mantem calmo. Uso apenas uma vez por dia e fumo somente um cigarro por dia, tem dias que passo o dia todo esperando para poder chegar em casa e ficar sozinho, demoro muito pra dormi, não me alimento direito, porém me esforço para ter uma alimentação razoável, procuro sempre algo pra ocupar minha mente com várias coisas, faço curso de inglês, faço academia, estudo, trabalho. Mais com tudo isso eu não consigo ter sossego na minha cabeça, me preocupo com coisas que ainda não aconteceu e que não sei nem quando vai acontecer, tenho problemas com meu pai em casa, devido ao fato dele ser alcoólatra, hoje em dia nem falo com ele moramos na mesma casa e não temos nenhum tipo de contato.
Não sofro disso de agora ou de um ano pra cá, tenho 19 anos e dês dos 12 que tenho problemas com ansiedade, já tive síndrome do panico com 14 anos e pra minha mãe foi uma época horrível, pq perdi um ano de minha escola, pois toda manhã eu me trancava no banheiro e chorava a manhã toda, fiz um tratamento em um centro espírita e foi o que me ajudou com isso na quela época.
Hoje eu tenho muito mudar, não consigo me abrir com ninguém, mais tento de todas as formas me manter tranquilo. Tinha muita coisa para escrever, mais acho melhor não!
Espero um dia não sentir mais nada disso, ser uma pessoa calma e amigo de todos sem mais nenhum problema e sem brigar com Ninguém!

    Ana Maria Saad · 12 de agosto de 2015 às 20:04

    Marcos,

    pra vc melhorar disso precisa conhecer isso, ganhar conhecimento pra ir atras do profissionais que poderao te ajudar

    Então se inscreve DE GRAÇA no nosso Congresso que sera pela internet, então vc assiste da onde estiver. Teremos varios especialistas com palestras bem bacanas e pessoas que superaram esse tipo de coisa. ESSE É O LINK, SE INSCREVE: http://www.anamariasaad.com.br/congressomedismente/

    Porque vc nao ta assim a toa, esse mal estar esta querendo te dizer algo sobre vc mesmo…

    bjoka

Lícia · 10 de agosto de 2015 às 18:28

Ana, tenho 29 anos e tenho ansiedade desde criança, sempre relacionado a morte. Não sei como e porquê começou, mas sempre que alguém morria, até um famoso na tv, eu achava que ia morrer também, começava a pensar que podia ter a mesma doença e etc. Deixei de ir a um show com 10 anos de idade pq estava com falta de ar.
Não lembro de tantas crises na adolescência, mas sei que se fosse em velório tinha que dormir com a minha mãe.

Nunca tinha feito tratamento nenhum até 2013 quando tive uma crise, não conseguia dormir, medo, umas ondas de calor no corpo, sudorese, pés e mão gelados, enfim, todos os sintomas de ansiedade, que so fui descobrir depois de ir no neuro.

Fiz tratamento medicamentoso e fiquei bem, mas depois que parei, as crises querem voltar. Estou tentando não voltar pra medicação (que era bem fraca, CLO 25mg), comecei acunpultura, terapia que utiliza PNL, exercícios sempre, floral de Bach e até meditação. Tem sido difícil pq tenho muita alteração de humor, irritabilidade ao extremo as vzs, e me sinto mal por isso. Também continuo brigando c a minha mente pra não ter medo de qq dor que sinto, pq já bate o medo etc etc etc.

    Ana Maria Saad · 12 de agosto de 2015 às 20:09

    Licia bela,

    vc ja combinando terapias, otimo!

    Yoga vai te ajudar bastante, tem varias tecnicas, importante que vc faça uma terapia que va pro corpo tb, como terapia holistica, transpessoal ou bioenergetica.

    E karrrma, pq o processo é assim mesmo, nao é do dia pra noite, o importante é que vc ta buscando autoconhecimento.

    e se vc ainda nao se inscreveu se inscreve DE GRAÇA no nosso Congresso que sera pela internet, então vc assiste da onde estiver. Teremos varios especialistas com palestras bem bacanas e pessoas que superaram esse tipo de coisa. ESSE É O LINK, SE INSCREVE: http://www.anamariasaad.com.br/congressomedismente/

    vai te ajudar mto!
    bjokaaaaa

Roseli · 6 de agosto de 2015 às 16:53

Ola, tenho 44 anos e sempre fui um pouco ansiosa, sempre sofro por antecipação, mais nunca nada tão sério com que com o tempo ia se resolvendo, mas a dois meses atrás comecei a ter uns mal estares na academia e procurei um gastro porque sentia dores no abdomem, então ele me encaminhou a um cardiologista e fiz todos os exames, tudo normal, o gastro acabou pedindo uma ressonancia do abdomen onde apareceu um cisto no meu pancreas, a principio disse que é de nascença, se não fosse por um motivo : minha mãe teve um cisto a cinco anos atrás e faleceu, resultado surtei geral…..fui numa neurologista que me deu remedios que estou tomando mas não ajudam muito, tenho uma tremedeira no corpo, mal estar, ansiosa, medo da morte, acabei trazendo todo o sofrimento da morte de minha mãe atona e isso tá me apavorando…..é uma angustia que não cessa….embrulho no estomago, sensação de desistir de tudo, vontade de sair gritando, chorar….nossa isso vai passar ….o que preciso fazer para tirar essa angustia de mim e parar de sofrer antecipadamente…

    Ana Maria Saad · 12 de agosto de 2015 às 20:28

    Roseli:

    terapia bela!

    mas qual terapia? primeiro vc precisa ganhar um pouquitinho de conhecimento pra saber quais profssionais buscar.

    aqui no site tem bastante informação ja e se inscreve DE GRAÇA no nosso Congresso que sera pela internet, vc assiste da onde estiver. Teremos varios especialistas com palestras bem bacanas e pessoas que superaram esse tipo de coisa. ESSE É O LINK, SE INSCREVE: http://www.anamariasaad.com.br/congressomedismente/

    qto mais vc se abrir pra esse conhecimento, mais facil sera sair da confusão!

    vamos que vamos

Renata · 6 de agosto de 2015 às 12:28

oi eu tenho 24 anos e a anos luto contra ansiedade tudo começou ,na adolescência quando eu tive anorexia e depressão eu estava tao no fundo do poso, qui ate me machucava cortava meus pulsos fiz tratamento com psiquiatra e psicologo comecei um tratamento longo contra a anorexia com vitaminas e etc.. minha psicologa me dava florais para tomar meu 1 psiquiatra me deu Neozine apos quase meses de tratamento mudei de cidade com minha família eu achava que seria melhor pra mim mas só piorei entrei numa depressão profunda quando eu tinha apenas 16 anos cheguei ao ponto de ficar semas trancada no quarto sem motivo nem hum de querer viver,minha mãe tentou me ajudar muito me matriculou em vários cursos pra mim fazer amizade foi dai que comecei a ir na minha segunda psicologa só que tinha um problema eu não conseguia sair de casa sozinha eu tinha medo medo de tudo eu sempre tinha que estar acompanhada por alguém foi no meu segundo psiquiatra comecei tomar Fluoxetina comecei a trabalhar com 20 anos de idade mas não consegui nem passar da experiência, pois eu passava mal ficava agitada começava a chorar do nada sentia medo das pessoas me dava tremedeira emagreci um monte por não conseguir comer troquei de psicóloga de novo, e psiquiatra ,comecei a tomar esses medicamentos Haloperidol bom a historia é grande sei que tive síndrome do panico tomei Escitalopram ,Olanzapina Rivotril, Diazepam, ,Risperidona, dentre outros…. mas hoje faço tratamento pra bipolaridade tive 3 CID ; CID 10 F 20.1 – Esquizofrenia, sendo esse o ultimo CID 10 F 31.4 – Transtorno afetivo bipolar, que faço tratamento ate hoje com Imipramina,Quetiapina,Rivotril,Acido valproico Omeprazol pois tenho Gastrite Cronica Nervosa,sou uma pessoa extremamente nervosa tenho poucos amigos sou anti social eu sinto exatamente esses sintomas quando estou nervosa Tenção muscular Dores nos Ombros na verdade doí meu corpo inteiro,tenho vontade de sair correndo choro desesperadamente tenho dificuldade pra me alimentar tenho 1;69 de altura peso 43 kls tenho dificuldade pra falar parece que perco toda sensibilidade do meu corpo tenho vontade de vomitar tenho muita diarreia vejo vultos ouço vozes tenho medo muito medo eu me escondo as vezes no guarda roupa afinal… tenho vontade de morrer não consigo me controlar mais eu to ficando assustada estão ficando mais frequente…

    Ana Maria Saad · 6 de agosto de 2015 às 12:53

    Re,

    Primeiro: passei por mtos sintomas que vc descreve, ta!

    Segundo: o seu problema não são os sintomas, mas os profissionais que não estão sabendo te tratar.

    Apenas a medicina convencional não consegue te oferecer um tratamento efetivo, por isso que vc faz terapia e toma remedio e nao melhora.

    Vc precisa de tratamentos efetivos com medicos e terapeutas adeptos da medicina integrativa.

    Então antes de tudo: ganhe conhecimento pra vc entao poder buscar os profissionais que realmente irao te ajudar.

    Sua sorte é que estamos com nosso Congresso online, vc pode ver do seu quarto mesmo, basta ter internet, e ele é de GRAÇA, se inscreva aqui: http://www.anamariasaad.com.br/congressomedismente/

    E fuce nesse meu site que tem mto conteudo gratuito pra te ajudar. Tenho mais de 30 vídeos com dicas.

    E te pergunto: qual sua historia? Pq vc adoeceu? Sofreu abuso fisico,emocional, sexual? Como era a relação dos seus pais ou de quem te criou, tanto entre eles, como com vc? O ambiente em que vc cresceu era tenso? Hostil? Frio?

    Ninguem adoece a toa bela, mas com os profissionais certos vc vai ganhar saude!

    bjoka

BIA · 2 de agosto de 2015 às 22:39

oi boa noite!meu namorado está com um problema muito serio do trabalho,ele está com sentindo muita cefaleia,agonia na cabeça ,tem se podesse não via ningeum,vc acha se,ele tomar esse medicamento ajuda a relaxar? o nome do medicamente é esse RITMONEURAN

Giovane · 2 de agosto de 2015 às 19:56

Olá!! eu tenho 22 anos de idade, comecei a desenvolver as crises de ansiedade a pouco tempo. Só que minha ansiedade tem origem em uma depressão. Sendo que este quadro de ansiedade se agravou do ano passado para cá. contudo venho sendo medicado e fazendo um tratamento alternativo com uma psicologa comportamental (tcc terapia cognitiva comportamental), percebo que isso vem me ajudado a diminuir as crises de ansiedade para que logo não precise mais tomar medicamentos.

marilza · 2 de agosto de 2015 às 11:51

eu acredito que estou com muita anciedade,foi logo depois que eu fiz mimha cirurgia bariatrica,fico nervosa não porque mudei de vida.fico muito nervosa com as dores e desconforto que tenho quando vou comer.faço comida com bom gosto já me estreço até para escrever isso já me estrecei fico nervosa atoa só de pensar.. aquilo vai me fazer mau .aquilo tambem. nossa affes

Gabriela · 29 de julho de 2015 às 09:06

Olá! tenho 18 anos, e comecei a desenvolver crises de ansiedade a pouco tempo atrás. Acredito que as causas são a rotina do trabalho e preocupações com a faculdade. Após me consultar com o psiquiatra e tomar os medicamentos que me foram receitados, ainda tenho crises de vez em quando. Me preocupo excessivamente com problemas que muitas vezes não me pertencem, me preocupo com o que as pessoas pensam de mim, e durante as crises me sinto podre e doente. Não quero carregar essa problema durante toda minha vida. Não me sinto uma pessoa de apenas 18 anos de idade. O cansaço mental me perturba. Quero ficar bem logo.

Fernanda Fabricia · 28 de julho de 2015 às 06:20

Há 11 anos desenvolvi o Transtorno Bipolar tipo II e, de “brinde”, o transtorno de ansiedade. No último ano desenvolvi compulsão alimentar e ao longo desses 11 anos tive dois episódios de pânico. Sempre fui ansiosa, mas achava que era da minha personalidade. Só que quando a ansiedade se tornou um transtorno psiquiátrico, eu só passei a ter os sintomas físicos (numa potência muito elevada), como mãos e pés frios, “borboletas no estômago”, tensão muscular elevada em todos os membros (preciso ficar deitada), sensação de desespero, maxilar enrijecido, dificuldade para adormecer. Enfim, é o inferno instalado dentro de mim. Mas o MAIS ESTRANHO é que não há um gatilho claro, evidente, um fato que acontece e me deixa assim, uma preocupação específica, uma expectativa… nada! A minha “teoria” (achismo mesmo) é que os gatilhos sejam inconscientes. Outra coisa: não sei se é só o meu caso aqui, mas a doença já mudou tanto! Tive fases em que ficava só deprimida, outras fases em que meu humor oscilava de maníaco a depressivo a cada 3 dias, outras fases em que meu humor se alterava bruscamente em questão de UMA HORA (literalmente, do céu ao inferno e vice-versa), durante todo o tempo em que estava acordada, ou eu entrava no ciclo mania-ansiedade-depressão todo santo dia, tenho fases de estabilidade… Sabe, não é nada fixo. É tudo meio “imprevisível” (pra mim, não sei se está no DSM). Alguém mais tem disso?

    Ana Maria Saad · 30 de julho de 2015 às 23:49

    Fe,

    É assim mesmo… E seu achismo é comprovado cientificamente.

    Então a pergunta:

    Vc ja descobriur as causas de ter ficado assim? Qual sua historia familiar?

Arthur · 27 de julho de 2015 às 15:29

Oi, estou ja desesperado, vivo ansioso, com dores de cabeça, tremor nas mãos, coração acelerado as vezes não consigo conversar com pessoas, pois penso q as vezes tds estão me julgando, dessa forma não consigo interação social, e desenvolver uma boa conversa, nunca consegui me tratar desses sintomas, pois nunca soube onde procurar ajuda.

Amanda · 22 de julho de 2015 às 14:47

Oi, estou desesperada, vivo ansiosa e o coração com batimentos muito acelerado mesmo quando estou só sinto esses sintomas, vontade de chorar, fico estressada com qualquer coisa me sinto insegura em tudo que vou fazer.
Não sei que especialidade de medico procurar não sei o que fazer.

JOSE FERNANDES SOARES RIBEIRO · 22 de julho de 2015 às 11:27

SINTO PALPITAÇÕES, SÓ PENSO QUE VOU ADOECER, TODA COMIDA VAI MIM FAZER MAL, NÃO TÔ DORMINDO DIREITO….E PENSO SEMPRE QUE O CORAÇÃO TÁ BATENDO RAPIDO….E AGORA O QUE FAZER?

    Ana Maria Saad · 23 de julho de 2015 às 10:19

    Jose,

    Agora vc precisa ganhar conhecimento pra enfrentar isso e buscar as ajudas profissionais adequadas.

    E como fazer isso?

    Se vc ainda nao se inscreveu de graça no nosso Congresso online MeDISmente, se inscreve já pq as vagas são limitadas! http://b27793d.leadlovers.com/congresso-online-de-medicina-integrativa-na-saude-mente/

    Nesse congresso vc vai aprender bastante sobre os caminhos pra sair disso que vc esta passando.

    E fuce nesse blog que bastante dica

    Vamos juntos!

    bjokaaaaaaa

Victor · 19 de julho de 2015 às 22:17

olha, me sinto com o coração apertado quando gosto de alguém. Fico ansioso e com muita vontade chorar. Sinto falta de ar e forte agustia no peito, tudo me deixa triste. Não sei o que fazer sinto que tenho que desistir

    Ana Maria Saad · 23 de julho de 2015 às 10:07

    Victor,

    você precisa de conhecimento pra superar isso!

    Se vc ainda nao se inscreveu de graça no nosso Congresso online MeDISmente, se inscreve já pq as vagas são limitadas! http://b27793d.leadlovers.com/congresso-online-de-medicina-integrativa-na-saude-mente/

    Nesse evento online você vai ter acesso a palestras de especialistas e pessoas que superaram esse mal estar todo e vc vai descobrir como fazer o mesmo!

    E nesse blog tem bastante dica tb. Assista aos videos, se arme de conhecimento que entao sua vida comecara a mudar!

    bjoka

Camila · 19 de julho de 2015 às 18:56

Oi Ana,me sinto assim ansiosa desde criança,achei que não ia casar e me casei três vezes,achei que não ia conseguir ter filho e acabei tendo.Hoje tenho 36 anos e me sinto ansiosa ,sinto que queria sumir e ao mesmo tempo fico com vergonha de sentir essas coisas.Tenho sentimentos que vou morrer,que a morte vai me salvar de tudo isso,mas ao mesmo tempo tenho conciência que tenho que enfrentar.Tenho vergonha de ficar alugando minha irmã com essas conversas.Faço terapia e ela me ajuda mas quando volto pra casa pensamentos negativos voltam a me atormentar.
Muito obrigada!!beijos

Denilson · 19 de julho de 2015 às 14:02

Olá,meu nome é Denilson e tenho 16 anos de idade.A 3 semanas atrás,comecei a sentir a pulsação muito acelerada,fazendo meu corpo tremer e tendo dificuldades de mastigação e de dormir.Tudo passa quando estou dentro de casa,antes eu vivia sem medo de nada,mas agora to com um pensamento de que irei morrer ou algo assim.Eu queria saber se a Síndrome do Pânico é preocupante e se a cura é encarar os meus ”medos” de perto ?

    Ana Maria Saad · 23 de julho de 2015 às 09:51

    Denilson,

    Você precisa primeiro de tudo ganhar conhecimento pra saber que tipo de ajuda buscar.

    A cura acontece com os tratamentos certos, mas quais são eles?

    Você só precisa aprender a fundo sobre isso que você está passando pra então buscar a ajuda certa.

    Onde aprender? Vc ta no lugar certo.

    Se inscreve de graça no Congresso online MeDISmente que a gente vai fazer com varios especialistas em agosto e pessoas que superaram o pânico: http://b27793d.leadlovers.com/congresso-online-de-medicina-integrativa-na-saude-mente/

    E fuce nesse blog que tem bastante informação

    bjoka

geovanna · 17 de julho de 2015 às 18:03

Caramba eu tive um surto pisicotico em 2013. para os medicos tudo indicava se bipolaridade. porem 4 meses depois fui viajar com meu pai tive uma crise. tudo o que vinha nao minha cabeça era que eu ia morrer, eu gritava e chorava, e meu pai ficava maluco tentando me acudir, minha cabeça doia, minha boca latejava, eu tremia meu corpo todo, falava atropelando as palavras, suava frio, com vontade de vomitar e ficava irritada, muito irritada, esse coisara toda so ai isso tudo passou, eu queria saber se isso e permanente se cronico alguma coisa assim? 😀

micheli · 15 de julho de 2015 às 14:36

tenho praticamente todos passo muito ruim quando estou em crise de ansiedade. chego ai na emergencia. a sensaçaõ que vou morrer.

katia · 14 de julho de 2015 às 21:01

olha , acho q tenho todos esses sintomas, mas tomo reparoxetina e não adianta muito, tento parar de fumar e não consigo, tenho bruxismo forte, e irritabilidade, e varios outros sintomas ,preciso de ajuda

sousa · 11 de julho de 2015 às 00:50

minha ansiedade deve ter começado na infância quando todos os sábados ás nove da manhã meu pai ia me buscar para passear, era o único dia da semana em que eu via ele, e vez ou outra ele se atrasava ou só vinha a tarde… ou nunca vinha.
Os sintomas se prolongaram é claro, com relação a sentimentos, desdo o medo por fugir do garoto que me perseguia na escola até mesmo, ao drama sofrido por se importa com relacionamentos amorosos. Na faculdade não foi diferente, principalmente se você é da área de exatas, e o problema persiste, já tinha tomado ciência dele a muito tempo, porém nunca procurei ajuda ou tratar do mesmo, mas tudo tem um limite…

Os comentários estão fechados.