melancolia kirsten dunst depressao

A depressão te corrói como um câncer agressivo. Mas, ao contrário de quem sofre de câncer, você não ganha a simpatia das pessoas.

Isso te faz  se sentir mais só?

Claro que sim, né! Por isso indico os grupos de apoio gratuitos que podem te ajudar num primeiro momento, naquela fase em que você precisa falar da doença.

Ao perceber que você não está só e que não é o único que passa por uma depressão, sua dor vai ser aliviada.

MAS ATENÇÃO: o grupo pode mais te atrapalhar do que te ajudar, se a postura dos participantes for:

1- Remoer doença: focar só no problema e não nas soluções.

2- Ignorar as soluções: não propor práticas cientificamente comprovadas que geram saúde.

3- Casar para sempre: falar da doença como se houvesse um contrato estabelecendo que ela é para toda a vida. Não é! Você tem a escolha de se separar quando quiser.

Com isso em mente, aproveite o suporte que você pode ter nos grupos de apoio.

grupo de apoio depressao

Depressão: Grupos de Apoio

Abaixo fica a dica de 3 grupos selecionados com muito carinho especialmente pra você!

1) ABRATA: “Apoia os portadores de depressão e bipolaridade, bem como seus familiares e amigos.”

2) NEURÓTICO ANÔNIMOS: “Acolhe pessoas com perturbações emocionais que tenham o sincero desejo de sarar.”

3) REDE SOCIAL DE SAÚDE MENTAL: É tipo um Facebook da saúde mental: reune quem sofre de transtornos mentais e profissionais da saúde. Ótimo pra você pesquisar mais grupos de apoio.

“Ah, mas na minha cidade não tem!” – pesquise!!!

Tem um cara que sabe tudo e poderá te ajudar, o GOOGLE!

Então pergunte pro Google sobre grupos de apoio na sua cidade e verifique na prefeitura, afinal ela não serve só de escritório pro prefeito, tá!

Lá eles podem te informar sobre o que rola na sua cidade.

Twittável: "Ter nascido me estragou a saúde" Clarice Lispector @anamariasaad

britney spears ok

É isso lindeza, e agora me diga nos comentários abaixo:

Você se sente muito só? Um peixinho fora dágua? E o que você faz pra amenizar essa solidão? Você já tentou grupos de apoio? Tem dica de algum?

Me conta sua experiência nos comentários abaixo, lembre que aqui já somos uma comunidade onde pessoas vem buscar conforto, conhecimento e inspiração, logo sua vivência pode ser exatamente o que alguém precisa pra se sentir confortado e compreendido.

IMPORTANTE: compartilhe seus pensamentos e experiência diretamente nos comentário. Links para outros posts, vídeos, etc, serão deletados porque são identificados como spam.

Gracias por nos visitar!

E lembre que bost#@s acontecem na vida, faz parte e você não tem controle sobre isso. Mas você pode controlar o modo de encarar essa merd#@ toda. Eu te convido a usá-la como adubo para seu crescimento interno, topa o desafio?

Bjoka e Força na Peruca! 
Com  Amor, 
Ana Maria Saad 🙂
Gifs: feitos por amigos
Foto: mãos dadas - Pensamentos Filmados encontro no Parque Ibirapuera
Categorias: Apps, Livros & Cia

Ana Maria Saad

ET em missão na Terra: te empoderar com o Super Di Lifestyle - Você emotionally fit

35 comentários

Renta · 22 de setembro de 2016 às 01:09

Ola,meu é Renata, e estou passando por um pessimo momento na minha vida, varias vezes já pensei em como seria mais facil se ela acabasse. Apenas sinto vontade de chorar o tempo todo e varios pensamentos de que nada esta certo, ou que nada vai dar certo surgem a todo tempo. Me sinto frustrada com meu relacionamemto,meu trabalho e não tenho mais vontade de estudar.

    Mariana Bottan · 22 de setembro de 2016 às 18:10

    Olá Renata, este guia foi feito com muito amor pra responder as principais dúvidas e ser uma luz no fim do túnel. Como são muitas pessoas pra respondermos precisamos que antes você leia tudo e lá vc encontrará a resposta pra muitas destas dúvidas e entenderá como nosso trabalho pode te ajudar!

    Acesse aqui: http://www.anamariasaad.com.br/guia-vencer-a-depressao-e-ansiedade-panico/

    Força meu amor que tem jeito, mas é preciso pegar as rédeas da sua saúde, só vc pode fazer isso pro vc!
    Qlquer dúvida nos escreva!

Gabrielly Lima · 23 de agosto de 2016 às 18:02

Olá, tudo bem?
Meu nome é Gabrielly,acabei de completar 18 anos. Me sinto um pouco perdida, sabe sem rumo. Não uso drogras, nem bebo bebidas alcoólicas. Mais tenho depressão, tenho dias ruins e dias bons. Mas a verdade é que estou incerta sobre o meu futuro. Estou confusa. Acho que essa depressão tem a ver com a preocupação em relação aos meus estudos. Fico me reprimindo o tempo todo, me perguntando como cheguei a isso, procurando algum sentido na minha vida, mas não encontro nada. E nos momentos de solidão e tristeza procuro ouvir minha músicas favoritas, adoro literatura então leio a maior parte do meu tempo, principalmente os clássicos, também assisto um pouco de filme (lançamentos 2016). Gosto de fazer essas coisas! Mais está se transformando em ROTINA e não gosto nada disso, quero ter algo para fazer, de verdade. Adoro escrever, e comecei a escrever um livro e me surpreendi ao ver que no livro não tem depressão, é uma bela história e talvez eu o publique um dia, quem sabe. Mais a depressão é maior que tudo isso, e devasta tudo como se fosse um tisuname, e são esses momentos que não aguento. É, é só que… não sei como superar. Enfim, obrigada e espero que responda ao meu comentário.

    Mariana Bottan · 2 de setembro de 2016 às 21:29

    Gaby, meu anjo, vc tem uma sabedoria inata, mesmo sem entender oq se passa contigo. Vc tá certa, óbvio que seu livro é lindo e não tem depressão, pq vc não é essa doença, vc apenas está com ela. e ela é um sinal, sinal de coisas que precisam ser olhadas e curadas. Mas dentro de vc tbm habita o seu potencial de saúde e é ele que vc acessa qnd escreve, pq provavelmente é seu talento, sue potencial! Entao não perca ele de vista e vá cuidar de suas feridas!

    Como foi sua infância? Como é sua família? Sofreu algum abuso grave? Pq estas doenças surgem normalmente devido à nossa criança que não é acolhida e atendida em suas necessidades. o Caminho? Terapia! Que te trate como um todo.

    veja este nosso guia, tem bastante informação pra te ajudar (o item 2 fará vc refletir sobre a questão familiar): http://www.anamariasaad.com.br/guia-vencer-a-depressao-e-ansiedade-panico/

    Bjoks e se tiver qlquer dúvida nos escreva, teremos o maior prazer em te ajudar!

Maira Camargo · 30 de julho de 2016 às 02:02

Meu nome é Maira e a alguns anos tenho um serio problema com hipocondria. Eu sinto qualquer dor e já me desespero. Pra mim todas as dores sempre são sintomas de uma doença grave como trombose, embolia pulmonar, AVC, câncer… Eu costumo procurar os sintomas na internet, o que acaba me deixando mais nervosa e junto com tudo isso acabo ficando muito ansiosa, chego a passar dias sem dormir e fico depressiva. Não importa quantos exames eu faça, é só sentir qualquer dor que o pesadelo volta e isso tem piorado muito nos últimos meses. Já cheguei a ficar dias sem comer achando que eu ia morrer. É uma sensação de morte iminente que consome todas as minhas forças. Como posso começar a procurar ajuda?
Obrigada

    Mariana Bottan · 1 de agosto de 2016 às 18:13

    Maira, meu amor, vc só tá precisando entender pq seu corpo tá reagindo desta maneira. Certamente algo aconteceu na sua história que te deixou assim, nenhum sintoma vem por acaso. Veja nosso Guia ele poderá te esclarecer mais sobre oq pode estar acontecendo contigo e como podemos te auxiliar, tá? Veja especialmente os itens 2 e 3!
    Veja aqui: http://www.anamariasaad.com.br/guia-vencer-a-depressao-e-ansiedade-panico/
    Qlquer dúvida me escreva! Força =)

Rodrigo · 27 de julho de 2016 às 03:29

Tenho 32 anos, nunca tive prazer em viver, literalmente, a vida toda meu mundo parece cinza. Não existe ningem que me despreze mais do q eu mesmo.
Só não parti ainda porque não é justo fazer meus pais sofrerem ainda mais. Na verdade já tenho tudo preparado.
Minha dúvida é: eu não sou extretamente triste, é sutil, é como uma cólica renal, é o tempo todo e não existe posiçāo de alívio.. isso pode passar? Mas é a vida toda.
Desculpe qualquer coisa. Grato.

Pietro · 23 de julho de 2016 às 13:25

Vou a festas da cidade onde tomos me conhecem, onde eu sou um dos escritores do jornal da cidade, onde eu administro o maior portal online da cidade, toda a cidade que estar comigo mas eu não quero, o que ninguem sabe é que quando eu chego em casa o vazio que estava preenchido pela cerveja e pelas drogas se esvazia, já fui em varias igrejas independente de religião, uma vez até me converti ao evangelho. a depressão me atormenta novamente independente da quantidade de anti depressivos que os medicos me receitam, a não ser que eu esteja dormindo, eu estou infeliz, e ao fim das contas eu volto a pratica da automutilação. Eu não quero mais essa vida.

Iara · 24 de abril de 2016 às 23:01

Gostaria de saber se tem um grupo de apoio pra conversa online gratuito sobre o assunto

    Ana Maria Saad · 25 de abril de 2016 às 10:48

    Iara, sobre grupo de apoio online gratuito não sabemos te informar. Mesmo pq temos uma posição bem cética em relação a estes grupos que existem por aí pois eles só remoem doenças e não focam na solução. Nosso trabalho é voltado pra quem busca agir diferente, buscar os caminhos pra sair do mal estar, pois a cura depende de muita ação e ngm poderá fazer isso por vc!
    Mas peço que vc veja o documentário abaixo que minha sócia produziu pois ele já ajudou milhares de pessoas a entenderem qual a mensagem que a depressão está querendo trazer: https://www.youtube.com/watch?v=G2U2Y_f9L8g

    Se se identificar com a proposta, volte a escrever, força!

Marciasilva · 21 de fevereiro de 2016 às 09:02

Oi meu nome e Márcia e tenho simedropanico não sei o q fazer quando vem a crise o médico psiquiatra me passou um remédio tá com três dias será q mesmo tomando o remédio não passa um pouco. Não vi melhoras oq fasso

Marciasilva · 21 de fevereiro de 2016 às 08:46

Bom dia meu nome e Márcia tenho simdro d pânico tem vez q penso q tô ficando louçã com isso é quando eu penso q tenho 2 filhos pequenos para qrialos eu me controlo e vou levando o mais ruim e quando se está no meio das pessoas estranhas eu vou ficando com medo e vai me dando uma coisa ruim q penso q vou passar mal mas daí eu tento me distrair com algo me controlo e logo passa mas eu sei q isso vem de dentro d mim poporriso q quando penso q vou passar mal eu fico tranquila por que sei q não vou e só um pensamento bobo obrigado por ter a ONG por que nos ajudá muito

    Ana Maria Saad · 14 de março de 2016 às 11:44

    Oii Márcia, meu amor, sim, vc está certa, é apenas algo dentro de vc que ativa um gatilho de medo, mas vc nao vai morrer. Mas este gatilho tem uma causa, tem uma origem, vc precisa olhar pra isso, Só assim vc se verá livre do pânico. Remédios Não resolvem, podem ser um paliativo, mas nao atacam na causa e nem resolvem a crise, honestamente.
    Melhor remédio pra crise? Respiração e meditação! Conhece Yoga? Te recomendo praticar. Veja este vídeo pra emtender a ferramenta que vc precisa colocar em prática na hora da crise e tds os dias da sua vida: https://www.youtube.com/watch?v=13W41kKeegs

    Pra entender a mensagem da doença e importância de olhar pra isso: https://www.youtube.com/watch?v=G2U2Y_f9L8g
    Então veja este material e se se interessar volte a nos ecsrever pra te ajudarmos a buscar estas ajudas e colocar esta mudança em prática na sua vida tá? Um beijo e acredite tem jeito!

irineu p de castro · 12 de fevereiro de 2016 às 18:20

Sofro desse mal não tenho ânimo pra nada, não é fácil
estou até afastado pelo o indo.

    Ana Maria Saad · 16 de fevereiro de 2016 às 18:05

    irineu, a doença não é fácil, obviamente, mas ela nos traz uma grande mensagem e uma oportunidade de sermos pessoas melhores. parece impossível, mas é a grande verdade. Por isso, te convido a olhar o que a sua doença está querendo te mostrar? Veja este vídeo e se se identificar, volte a nos escrever para que possamos te orientar a buscar as saídas que existem, ok? Não desanime, existe cura! Veja aqui: https://www.youtube.com/watch?v=G2U2Y_f9L8g

CICERA BARROS C SILVA · 31 de janeiro de 2016 às 12:43

Oi eu me chamo Cicera mês que vem faço 44 anos , sempre fui um pouco fechadacnuncacfiz mutas amizades , mais há uns 6 meses estou muito ruim não tenho mais alegria choro por tudo uma dor no peito a boca seca amarga enjoada estou perdendo o apetite , meus penssamentos so voltam pra o passado não vejo mais futuro , o mundo pracmim perdeu a cor não aguento maiscesse sentimento! !

    Ana Maria Saad · 10 de fevereiro de 2016 às 17:18

    Cicera querida, isso que vc sente é um chamado do seu corpo para vc olhar para dentro de si. Afinal, o que está causando esta dor? Nenhuma doença vem a toa e os sintomas tem uma razão de ser, te convido a olhar para eles, só aprofundando em si mesmo eles deixarão de te aprofundar. Comece vendo este documentário e se se identificar, volte a nos escrever pois a ONG tem mts caminhos pra te ajudar! Um beijo e força, vc nao está só! Veja o video abaixo:
    https://www.youtube.com/watch?v=G2U2Y_f9L8g

Nádia Regina Pitta · 20 de janeiro de 2016 às 21:18

Ola,Ana estou passando por momentos de tormenta…uma tristeza profunda, uma angústia.Me sinto distante das coisas do presente…só sinto culpa pelo passado e medo do futuro…pensamentos destrutivos que estão me consumindo….choro por qualquer coisa e sinto uma dor na boca do estomago q esta tirando minha fome.
Procurei a psiquiatria q me receitou Setralina e estou na 2ª sessão de psicoterapia…
Estou muito confusa, não consigo ficar sozinha…meus pensamentos me incomodam não sei mais o q fazer.
Tenho 49 anos, uma família linda, um neto abençoado….mas me sinto sozinha..profundamente sozinha.

    Ana Maria Saad · 29 de janeiro de 2016 às 16:45

    Oii Nádia, meu amor, o caminho é o autoconhecimento para vc entrar em contato com estas dores tds, neste guia abaixo te orientamos sobre onde buscar estas ajudas e ver se a terapia está sendo eficiente. Para estes sintomas que vc sente, tbm recomendo vc buscar meditação e yoga, neste post aqui falo mais sobre isso: http://www.anamariasaad.com.br/meditacao-pra-depressao-nada-de-ficar-parado-sentado-sabia/
    E se inscreva para receber nosso guia: anamariasaad.com.br/inscreva

    Se achar que a ONG pode te ajudar neste processo, volte a entrar em contato, nosso grupo de apoio online tem ajudado mt gente neste processo de começar a se curar! Um beijo e força, vc nao está só! aqui te compreendemos! mas busque e vc sairá disso!

Karine · 6 de janeiro de 2016 às 04:53

Olá Ana.
Estou a procura de um grupo com quem eu possa conversar, alguém que esteja passando pela mesma coisa que eu.
Tenho 24 anos, e há mais ou menos dois anos comecei a ter crises nervosas. No começo achei que fosse a TPM, e hoje ainda não sei se está relacionado. Pois, não tenho mais animo, não me vejo como uma pessoa feliz, e não tenho amigos. E não tenho vontade nenhuma de fazer amizades, de sair. Às vezes até prefiro ficar em casa do que ir visitar minha família. E eu não era assim. Sempre fui rodiada de amigos, gostava de sair, conversar, nunca estava parada…. Sempre praticando algum esporte… Sempre ativa…
Nesses últimos dois anos, me mudei pra outra cidade, um pouco longe de minha mãe, resolvi morar com meu namorado. No começo as coisas iam bem, mas tudo começou a dar errado. E des de então, parece que tudo se resumi a aborrecimentos. Não sei quantas vezes eu troquei de serviço nesse meio tempo… Por causa das crises, por causa da insatisfação, não me via feliz… E ainda não me vejo… Há um mês troquei novamente de serviço, e cá estou eu desmotivada…. Quando acho que vou conseguir, alguma coisa me puxa pra baixo! Não sou forte o suficiente…. Já pedi ajuda, mas sempre me falam que eu preciso é ter força e pensar no meu futuro… Mas não consigo pensar mais… Sei que nada vai dar certo. Passo meus dias de folga, em casa, deitada… E só levanto para assistir algo e quando lembro de comer…. Minha relação com meu namorado está pior a cada dia, e não me sinto feliz e nem com vontade de fazer algo a respeito. Muitas vezes sinto vontade de sumir de vez! E aí eu lembro dos meus dois bichinhos que tenho em casa, uma gatinha e um cachorrinho… Que eu penso muitas vezes se não seria melhor dá-los pra alguém…

    Ana Maria Saad · 7 de janeiro de 2016 às 20:41

    Amada mais do que um grupo, vc precisa buscar ajuda terapeutica urgente!!!

    pega esse guia gratuito: http://www.anamariasaad.com.br/inscreva

    leia, ganhe conhecimento e va atras de cuidar da sua saude antes que ela deteriore de vez!

    entende?

Karine · 6 de janeiro de 2016 às 04:52

Olá Ana.
Estou a procura de um grupo com quem eu possa conversar, alguém que esteja passando pela mesma coisa que eu.
Tenho 24 anos, e há mais ou menos dois anos comecei a ter crises nervosas. No começo achei que fosse a TPM, e hoje ainda não sei se está relacionado. Pois, não tenho mais animo, não me vejo como uma pessoa feliz, e não tenho amigos. E não tenho vontade nenhuma de fazer amizades, de sair. Às vezes até prefiro ficar em casa do que ir visitar minha família. E eu não era assim. Sempre fui rodiada de amigos, gostava de sair, conversar, nunca estava parada…. Sempre praticando algum esporte… Sempre ativa…
Nesses últimos dois anos, me mudei pra outra cidade, um pouco longe de minha mãe, resolvi morar com meu namorado. No começo as coisas iam bem, mas tudo começou a dar errado. E des de então, parece que tudo se resumi a aborrecimentos. Não sei quantas vezes eu troquei de serviço nesse meio tempo… Por causa das crises, por causa da insatisfação, não me via feliz… E ainda não me vejo… Há um mês troquei novamente de serviço, e cá estou eu desmotivada…. Quando acho que vou conseguir, alguma coisa me puxa pra baixo! Não sou forte o suficiente…. Já pedi ajuda, mas sempre me falam que eu preciso é ter força e pensar no meu futuro… Mas não consigo pensar mais… Sei que nada vai dar certo. Passo meus dias de folga, em casa, deitada… E só levanto para assistir algo e quando lembro de comer…. Minha relação com meu namorado está pior a cada dia, e não me sinto feliz e nem com vontade de fazer algo a respeito. Muitas vezes sinto vontade de sumir de vez! E aí eu lembro dos meus dois bichinhos que tenho em casa, uma gatinha e um cachorrinho… Que eu penso muitas vezes se não seria melhor dá-los pra alguém… Estou perdida… Sem saber o que fazer…

    Ana Maria Saad · 7 de janeiro de 2016 às 20:42

    Amada, acabei de te dizer o que fazer: buscar ajuda urgente!!!

    leia esse guia gratuito: http://www.anamariasaad.com.br/inscreva

    e va atras de ajuda profissional URGENTE senao vc vai piorar mais!

    bjokaaaaaaaa

      selma · 7 de março de 2016 às 23:41

      tive uma infancia horrivel,meu pai era alcoolotra,e muito agressivo,minha mae tbm era muito agressiva,eu era muito maltratada,e torturada fisicalmente e psicologicamente.. casei aos 16 anos para sair de casa e meu marido tbm era muito agressivo,tive duas filhas com ele com quem fiquei casada 15 anos. depois disso ele faleceu em um acidente,e junto com ele minha filha mais nova de 12 anos tbm. Nos morava em um sitio onde era caseiro,e no dia do falecimento dele fui comunicada que tinha que sair de la. Tive que voltar pra casa do meus pais outra vez e minha vida virou um inferno,de la pra ca ja se passou 14 anos e nunca mais tive uma vida normal,sou muito triste vivo a chorar,nao sou de fazer amizades sinto me diferente de todos, gosto de me isolar cada vez mais minha vontade e de morrer,ou me de me trancar no meu quarto e nao sair de la nunca mais. estou com 45 anos.

        Ana Maria Saad · 22 de março de 2016 às 11:11

        Selma, meu amor, sua vida foi repleta de dores e traumas. Vc foi uma criança ferida, agredida e que não teve amor, só por isso a chance de vc adoecer e não querer viver seriam imensas, pois isso a ciência já comprova. Mas sabe oq a ciência tbm mostra? Que a tdo momento podemos nos transformar e criar a vida que queremos para nós. Pra isso vc precisa mergulhar fundo na sua história, existem ferramentas que vão te ajudar a resgatar esse amor por si mesmo, acolher a sua dor e ver que vc é muito maior que o trauma. Inclusive a sua família está doente e não só vc, mas vc é a pessoa mais consciente e por isso vc que sofre. Peço que vc veja os dois vídeos abaixo pra entender a mensagem da doença e os caminhos possíveis para superar. Conte com a gente, podemos te ajudar a encontrar as ajudas certas e te mostrar como ter açoes que só dependem de vc e que vão te ajudar a se curar. Vc não tem outro lugar para ir? Tem como arrumar um emprego pra poder ter sua própria casa? Vamos conversando, tenha fé meu amor, a saída existe, mas vc precisará enfrentar a realidade do seu sofrimento, pra poder transformar ele em algo bonito pra sua vida.
        Vídeo 1: https://www.youtube.com/watch?v=G2U2Y_f9L8g
        Vídeo 2: http://www.anamariasaad.com.br/remedio-natural-pra-depressao-e-como-lidar-com-pessoas-toxicas/

MineiroObservador · 27 de julho de 2015 às 02:05

Puxa Equipe do Pensamentos Filmados, eu nem sabia sobre a existência da REDE SOCIAL DE SAÚDE MENTAL que É tipo um Facebook da saúde mental: reune quem sofre de transtornos mentais e profissionais da saúde. Vou dar uma olhada…obg.

Maria Elizabeth medeiros · 25 de julho de 2015 às 00:33

Ana,,, acompanho seu trabalho á quase um ano. Resumindo oque minha vida, sempre alguns problemas , porem agravou-se á 1 ano e 5 meses, quando meu filho de 24 anos cometeu suissídio. iniciei tratamento psiquiatrico, psicologo, terapia, ,,,,, e tudo mais,. Em minhas pesquisas na internet ´á quase um ano encontrei VOCE. Desde então, fui mais a fundo em tudo oque ja buscava. Voce com sua ong me deu muita força. Gosto , acredito e espero colaborar com seu trabalho tentando retribuir um pouco do que recebi. Um grande abraço , e que Deus te abençoe hoje e sempre, Maria Elizabeth Medeiros.

    Ana Maria Saad · 30 de julho de 2015 às 23:27

    Oi querida,

    Sinto muito pelo seu filho…

    E fico feliz por ter encontrado apoio e conhecimento com a gente.

    Hoje como vc ta? Me conta mais dos tratamentos que fez e das lições aprendidas…

    bjokaaaaaaaa e grata pela mensagem!

katia · 14 de julho de 2015 às 21:21

moro em carangola , mg e aqui não tem grupo de apoio, vc sabe de algum on line?

    Ana Maria Saad · 17 de julho de 2015 às 20:35

    Katia nao conheço,mas entre em contato com esses do post,pq com certeza eles sabem!
    bjokaaaa

      Ivanete Araujo de Matos Silva · 4 de agosto de 2015 às 15:27

      Preciso, conhecer tudo sobre transtorno Mental “Depressão…” moro em uma cidade onde acontece vários suicídios. Jovens e idosos tiram sua própria vida.

Os comentários estão fechados.

Passo a passo pra você tirar o melhor proveito das suas consultas - baixe de graça o Checklist do (Im)PacienteEu quero!
+