fbpx

Quando a gente adoece da cachola é um sinal forte que a gente não se gosta, sabia?

“Mas Ana eu me amaria se eu não tivesse depressão e ansiedade”.

Aí que mora a parada doida…

Pra você aprender a se amar, precisa treinar esse amor agora, quando você tá mais precisado dele!

Afinal é possível se amar mesmo com depressão e ansiedade? Sim!

gato-fofo-na-caixa-meme

Pense no seu gatinho ou cachorro, ou algum pet que você já amou na vida. Eu tive um doberman que chamava Junior.

Como cresci no interior de SP, em Ourinhos, as poucas vezes em que viajava pra SP (4 horas de distância) aproveitava pra comprar novidades. Um dia voltei com um par de meias super fofa que paquerava há tempos.

Deixei o pacotinho na minha cama. Quando voltei OMG: pedaços do pacote jogados no chão do quarto, e Junior com um pedaço da meia pra fora da boca.

Recuperei aquela meia babada, mas não achava o outro pé. Mas não perdi a esperança de recuperar meus pertences.

No dia seguinte, vejo na grama o cocô de Junior com um treco embolado nele… sim… era o outro pé da minha ex-meia, que ele havia engolido no dia anterior.

Fiquei put@. Sim.

Gritei com Junior. SIM!

Ele fez cara de sem graça culpado? Sim.

Deixei de amá-lo por isso? NÃO!

O mesmo princípio se aplica a gente. O destino da cura da depressão e ansiedade é o amor por si mesmo. E você já pode treiná-lo já!

Como? Se cuidando diariamente com seu Rituario.

GARANTA SUA VAGA GRATUITA AQUI NO SUPER DIsafio pra você botar o Rituario, esse autocuidado que será seu novo crush, na sua vida e assim sair dessa sofrência como tanta gente já tá fazendo.

força-na-peruca-ana-maria-saad

ana-maria-saad-logotipo

 


Ana Maria Saad

ET em missão na Terra: te empoderar com o Super Di Lifestyle - Você emotionally fit

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *